DESPORTO

 
2 de setembro 2016 - às 07:24

YANICK MOREIRA: NA NBA FINALMENTE, UM ANGOLANO!

Doze anos depois de Angola ter visto um basquetebolista seu a tentar, mas a fracassar, entrada da National Basketeball Association (NBA), finalmente viu um a confirmar este sonho. Trata-se de Yanick Moreira, poste de 2,11 metros

 

O atleta vai estar ao serviço da formação dos Toronto Raptors, feito logrado depois de deixar boa impressão ao técnicos nos jogos da Liga de Verão de Las Vegas, de onde saiu com médias de 2,4 pontos, 4 ressaltos e 13,8 minutos em cinco jogos.

Para Yanick é um desfecho há muito aguardado, depois de no ano passado ter assinado um contrato parcialmente garantido com os LA Clippers.

O atleta que na época passada jogou em França pelo Rouen Metro Basket e depois em Espanha pelo UCAM Murcia, já tinha, o ano passado tentando ingressar na NBA, na equipa dos  Los Angels Clippers, mas sem sucesso.

Os valores e duração do contrato de Yanick na referida equipa da milionária liga de basquetebol não são públicos. Certeza é que Yanick Moreira terá de dar o melhor de si para estar sempre no cinco principal, onde terá forte concorrência de outros postos notáveis como o lituano Jonas Valanciunas, líder em ressaltos (9,1 por jogo) e o terceiro melhor marcador da equipa (12,8 por jogo).

Além deste lituano terá ainda as sombras do austríaco Jakob Poeltl, visto como um atleta muito promissor e a quem deverão ser dados minutos para evoluir e do brasileiro Lucas Nogueira, que na última época actuou por cinco vezes, terminando com registos de 1,2 pontos e 1,6 ressaltos por jogo.

Em 2004, aos seus 26 anos, Gerson Monteiro, 1 metro e 90 centímetros e 92 quilos, tornava-se no primeiro basquetebolista angolano a tentar a sua sorte na NBA, na equipa do San Antonio Spurs, onde figuravam estrelas como o francês Tony Parker, o argentino Manu Ginobili e os norte-americanos Tim Duncan e Malik Rose«, mas não conseguiu.

Valeu-lhe tal experiência por ter brilhado nos Jogos Olímpicos de Atenas, onde foi o segundo melhor marcador de lançamento de três pontos, facto que despertou a atenção de Gregg Popovich, treinador que então orientava o Santo Antonio Spurs.

 O extremo extremo-base infelizmente não se impôs nesta equipa que já foi campeã da NBA em 1999 e 2003.

Depois, em 2014, esteve próximo deste feito Carlos Morais, precisamente na formação dos Toronto Raptors. Os restantes jogadores que antes testaram e não se impuseram são Victor Muzadi, Gerson Monteiro e Olímpio Cipriano, um facto que até vem admirando especialistas do basquetebol continental e mundial.

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital