TECNOLOGIA

 
30 de outubro 2013 - às 09:29

O novo iPhone está a chegar

A nova versão do smartphone da Apple estará em breve no mercado e promete conquistar os fãs da Apple… e os que ainda não o são.

 

Os meses que antecedem o lançamento de produtos da Apple são períodos de grande expectativa e entusiasmo. Não é por acaso. Este fabricante norte-americano tem dado provas de conseguir “viciar” os seus fãs de tal forma que a apresentação de um novo produto é também um evento digno de festa. Com a apresentação da nova versão do iPhone 5 (versões iPhone 5S e iPhone 5C), alguns mitos caíram por terra, e muitas incertezas se dissiparam.
Os dois novos telefones da empresa norte-americana apostam no design do iPhone 5 que convencer milhões de utilizadores em todo o mundo. No entanto, existem algumas novidades interessantes que vão para além dos meros argumentos estéticos. A Apple preocupou-se em dar continuidade à estratégia de produto que até agora se tem revelado vencedora. O design apetecível é partilhado pelos dois novos modelos de iPhone: o iPhone 5S e iPhone 5C.

Por dentro nos novos iPhones

A versão 5S é a evolução técnica natural do iPhone 5 original. Disponível em versões de 16 GB, 32 GB e 64 GB (em cinzento sideral, dourado e prateado) conta com um processador A7 de 64 bits amparado por um co-processador de movimento M7, 4G e adaptadores para redes wireless e Bluetooth. O ecrã panorâmico Retina tem 4 polegadas de diagonal e resolução de 1136 x 640 pixeis a 326 pontos por polegada. A câmara (iSight) tem 8 Mp (abertura f/2.2) e permite detectar rostos, tocar para focar, fazer a geo-identificação das fotos e a gravação de vídeo em FullHD1080p a 30 fps. Tal como acontecia na versão 5, as videochamadas são possibilitadas com FaceTime desde que sejam estabelecidas com outro equipamento que suporte esta funcionalidade.
A novidade mais badalada é mesmo o sensor de identificação através de impressão digital no botão de início. Além disso, o novo iPhone 5 conta com o iOS7 (ver caixa) e pesa apenas 112 gramas.
Pela primeira vez, a Apple apresenta duas versões do mesmo telemóvel em simultâneo. A versão 5C pode ser adquirida com 16 GB ou 32 GB numa alargada escolha de cores – branco, rosa, amarelo, azul ou verde. É ligeiramente maior que o seu “irmão S”, mas mais pesado – 132 gramas. Tecnicamente, é muito semelhante à versão S, mas não tem Touch ID.
De acordo com o fabricante, ambas as versões apresentam uma autonomia de 10 horas em conversação (3G) e uma autonomia em espera que ascende às 250 horas. A Apple refere que o utilizador consegue ver vídeos até 10 horas (ou áudio até 40) com apenas um carregamento de bateria.
As versões S e C do iPhone 5 são vendidas com EarPods Apple com comando e microfone e com uma caixa de viagem.
Os preços? Bom, depende do operador de telecomunicações. A verdade é que pode adquirir qualquer um destes modelos se fidelizado a um tarifário durante um período específico de tempo. Nesse caso, o valor de aquisição será naturalmente inferior. Se quiser comprar o iPhone 5S livre de operador, terá de desembolsar entre 680 e 890 euros (dependendo da capacidade). O iPhone 5C custará entre 580 euros e os 680 euros. (À data de redacção deste artigo, ainda não existem preços definitivos).

A loucura dos fãs Apple

Os números são da Apple e não deixam de ser impressionantes:
no fim-de-semana do lançamento dos novos equipamentos, a marca vendeu 9 milhões de iPhones – e apenas nos 11 mercados onde este produto foi primeiro disponibilizado. "Este é o nosso melhor lançamento de iPhone de sempre", explicou Tim Cook, CEO da Apple. De resto, o lote inicial de iPhones 5 terá esgotado em menos de 24 horas. A C|Net indica mesmo níveis de procura duas vezes superiores aos da oferta da multinacional americana.

iOS7 – o novo sistema operativo

Também o sistema operativo foi alvo de remodelações. Os novos iPhone 5 já estão equipados com a versão 7 do iOS. O design geral é diferente, mas a forma de utilização é semelhante aos sistemas anteriores. Conta com uma nova Central de Controlo, com acesso rápido a ferramentas como WiFi, bloqueio de ecrã, calculadora e câmara, entre outras. A Central de Notificações também foi alterada – pode ter acesso rápido a novos emails, chamadas perdidas, tarefas por cumprir e outras. Outra das opções a ter em conta é o AirDrop, que permite enviar fotos ou documentos através de redes sem fios ou Bluetooth para um amigo ou colega que esteja perto de si, eliminando assim a necessidade de envio de mensagens de texto ou emails. A partilha de ficheiros é encriptada para garantir a segurança. A forma como as páginas de Internet são mostradas também foi alterada: se navegar através das várias páginas abertas, vai vê-las colocadas na vertical, como se de um bloco de notas se tratasse. A forma como pode procurar aplicações e fechar as mesmas também já não é igual. Para procurar, já não é necessário ir ao primeiro ecrã e “puxá-lo” para a direita, mas basta arrastar o ecrã para baixo para ver o campo de pesquisa, onde pode escrever o nome da app que quer usar. Para fechar as aplicações é apenas necessário clicar duas vezes no botão Home (como antes), mas agora são-lhe mostradas as aplicações que estão abertas numa selecção página a página. Para fechar uma app, basta arrastá-la para cima, para o topo do ecrã.
São necessários apenas alguns minutos para compreender a melhor forma de usar o que há de novo no iOS7. As alterações de design, todavia, são mais óbvias, e poderão não agradar a toda a gente. Uma palavra de aviso: se tiver um iPhone mais antigo e instalar o iOS7, não vai poder fazer o downgrade para versões anteriores. Depois de instalada, tem de utilizar a mais recente versão do iOS da Apple.

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital