FIGURAS DO MÊS

 
30 de julho 2018 - às 11:56

O LUTADOR PELA LIBERDADE, O PAI DA NAÇÃO SUL-AFRICANA

Nelson Rolihlahla Mandela (Mvezo, 18 de Julho de 1918 — Joanesburgo, 5 de Dezembro de 2013) foi um advogado, líder rebelde e presidente da África do Sul de 1994 a 1999, considerado como o mais importante líder da África Negra, vencedor do Prémio Nobel da Paz de 1993,[1] e pai da moderna nação sul-africana,[2] onde é normalmente referido como Madiba (nome do seu clã) ou "Tata" ("Pai")

 

O HERÓI DA ÁFRICA INTEIRA RELEMBRAR  NELSON MANDELA,  SEMPRE!

A Wikipédia, retrata na vasta biografia desta personalidade africana exemplar que Mandela  nasceu numa família de nobreza tribal, numa pequena aldeia do interior onde possivelmente viria a ocupar cargo de chefia, recusou esse destino aos 23 anos ao seguir para a capital, Joanesburgo, e iniciar sua actuação política.

Relata-se que, passando do interior rural para uma vida rebelde na faculdade, Nelson Mandela transformou-se num jovem advogado na capital e líder da resistência não-violenta da juventude, acabando como réu em um infame julgamento por traição. Foragido, tornou-se depois o prisioneiro mais famoso do mundo[4] e, finalmente, o político mais galardoado em vida, responsável pela refundação do seu país como uma sociedade multiétnica, revela-se na biografia.

“Mandela passou 27 anos na prisão - inicialmente em Robben Island e, mais tarde, nas prisões de Pollsmoor e Victor Verster. Depois de uma campanha internacional, ele foi libertado em 1990, quando recrudescia a guerra civil em seu país. Em Dezembro de 2013, foi revelado pelo The New York Times que a CIA americana foi a força decisiva para a prisão de Mandela em 1962, quando agentes americanos foram empregados para auxiliar as forças de segurança da África do Sul a localizá-lo.[6] Até 2009, ele havia dedicado 67 anos de sua vida à causa que defendeu como advogado de direitos humanos e pela qual se tornou prisioneiro de um regime de segregação racial, até ser eleito o primeiro presidente da África do Sul livre. Em sua homenagem, a Organização das Nações Unidas instituiu o Dia Internacional Nelson Mandela no dia de seu nascimento, 18 de Julho, como forma de valorizar em todo o mundo a luta pela liberdade, pela justiça e pela democracia”, lê-se na Enciclopédia Wikipédia.

Por tudo quanto se conta da história de vida deste político considerado “homem do século”, as futuras gerações com certeza ouvirão falar muito de si. Afinal, a sua luta pela paz e a dedicação da sua vida contra o racismo já entraram para a História. Confira os números publicados pelo jornal Tribuna de Hoje, do Brasil.

“Mandela ganhou em vida 1.115 prémios diversos; Existem 85 ruas, rodovias, boulevards, avenidas e pontes com o seu nome; Também outras 20 praças, estádios, parques, jardins e trilhas baptizadas de Mandela.

35 prédios e moradias, conjuntos habitacionais entre outras edificações com seu nome. E ainda 25 escolas, universidades e outras instituições de ensino.

Ele ainda recebeu em vida 175 honrarias cívicas de diversas nações de todo o mundo.

São 25 peças teatrais, musicais e filmes que se referem a ele. E ainda 95 estátuas, esculturas e outras obras de arte criadas ou dedicadas a ele.

Pode até parecer muito, mas nada pode ser comparado aos benefícios à humanidade que a sua vida (inclusive os 27 anos preso) proporcionou. 

 

AS DATAS-CHAVE DA VIDA DE NELSON MANDELA

O primeiro presidente negro da África do Sul, herói da luta contra o regime racista branco do Apartheid e ex-líder do Congresso Nacional Africano (ANC), Nelson Mandela teve uma vida de luta dura e é hoje considerado um exemplo a seguir, uma espécie de santo, mesmo se nunca o quis ser. Eis aqui as principais datas da sua vida de luta, sofrimento, triunfo e glória.

• 18 de Julho de 1918 - Nasce Rolihlahal Mandela no pequeno povoado de Mvezo, na África do Sul.

• 1925 - É o primeiro membro da sua família a frequentar a escola, em Qunu, terra natal da mãe. A professora primária, Miss Mdingane, passa a tratá-lo por Nelson - nome que adotaria a partir daí.

• 1939 - Inicia o curso de Direito, na Universidade de Fort Hare. É expulso no ano seguinte por se envolver em greves estudantis.

• 1941 - Mandela foge para Joanesburgo de um casamento organizado pelo seu tutor, Nkosi Dalindyebo, regente do povo tembo.

• 1942 - Completa o grau de bacharel em direito, faz exames em Fort Hare. No ano seguinte matricula-se para licenciatura na Universidade de Witwatersrand.

9 de Abril de 1944 - Após entrar  no Congresso Nacional Africano (ANC), Mandela e 60 outros jovens formam a Liga da Juventude do ANC. Casa com Evelyn Mase.

• 1948 - O governo, liderado pelo Partido Nacional, torna oficial a política de segregação racial do apartheid. O ANC inicia uma campanha de resistência pacífica.

•1952 - Eleito presidente provincial do ANC no Transval. Detidos duas vezes.

Condenado a nove meses de trabalhos forçados.

• 1953 - Mandela obtém licença para exercer advocacia. Cria o primeiro escritório de advogados negros da África do Sul com Oliver Tambo, também destacado membro do ANC.

• 5 de Dezembro de 1956 - Ao lado de outros 155 opositores ao regime do apartheid, Mandela é preso por traição. Depois de um julgamento de quatro horas, as acusações são retiradas.

• 1958 - Divorcia-se de Evelyn Mase, com quem teve quatro filhos. Casa-se com Winnie Madikizela, com que terá duas filhas.

• 21 de Março de 1960 - A polícia sul-africana mata 69 pessoas e 180 ficam feridas, incluindo mulheres e crianças, durante um protesto de negros em Sharpeville.

Governo declarada o estado de emergência e ilegaliza o ANC.

Junho de 1961 - ANC muda de estratégia. Troca protesto pacifismo no combate o partheid pela luta armada. Formação de "Umkhonto we Sizwe" ("Lança da Nação"), sendo Nelson Mandela comandante-chefe.

• 9 de Janeiro de 1962 - Nelson Mandela deixa a África do Sul e viaja por África. Visita Londres. Sete meses depois, entra no país disfarçado de motorista.

• 5 de Agosto de 1962 - Depois de um ano de clandestinidade, Mandela é detido em Howick. Foi o último dia de liberdade até 11 de Fevereiro de 1990.

• 12 de Junho de 1964 - O líder do ANC e sete outros acusados são condenados a prisão perpétua e transferidos o cárcere de Robben Island. Da prisão, Mandela mantém, contudo, papel importante como líder político.

• 1969 - Morre o seu filho mais velho, Thembekile, num acidente de viação. Há a suspeita de que o o desastre tenha sido provocado pelos serviços secretos sul-africanos. Mandela não é autorizado a ira ao funeral.

• 1976 - Mais de 600 estudantes são mortos em protestos no Soweto e Sharpeville. O ano seguinte, no líder dos protestos, Steve Biko, é morto quando se encontrava sob a custódia da polícia.

• Junho de 1980 - Declaração de Mandela, enviada da prisão ao ANC, fazia este apelo: "Unam-se! Mobilizem-se! Lutem!" No exílio, Oliver Tambo lança uma campanha internacional com a slogan "Free Nelson Mandela". Vários artistas dedicam canções ao líder sul-africano. Em 1988 a canção Mandela Day, dos Simple Minds, é das mais ouvidas nas rádios inglesas.

• 1982 - Dezoito anos depois de entrar em Robben Island, Mandela é transferido para a prisão Pollsmoor, em Cape Town. Segue depois para a prisão Victor Verster, onde descobre que está com tuberculose.

• 1985 - Mandela recusa proposta do presidente Pieter Botha para o libertar se renunciar à violência.

• Julho de 1986 - Início de contactos com representantes do governo, encontro com o presidente Botha; cinco meses mais tarde, Mandela reúne com De Klerk.

• 1988 - É internado no hospital de Tygerberg, com tuberculose, durante seis meses.

• 11 de Fevereiro de 1990 - Vinte e sete anos depois, Mandela é libertado. No ano seguinte, na primeira conferência nacional do ANC na África do Sul, é eleito presidente do partido.

• 1993 - O negro e o branco - Mandela e Frederik De Klerk - que mudaram o rumo da História na África do Sul dividem o Prémio Nobel da Paz. "O valor deste prémio que dividimos será e deve ser medido pela alegre paz que triunfamos, porque a humanidade comum que une negros e brancos em uma só raça humana teria dito a cada um de nós que devemos viver como as crianças do paraíso".

• 27 de Abril de 1994 - Os sul-africanos votam na primeira eleição democrática do país. O ANC vence: Mandela é eleito o primeiro presidente negro da África do Sul.

• 10 de Maio de 1994 - "Nunca, nunca e nunca de novo esta bela terra experimentará a opressão de um sobre o outro", declara Mandela, na tomada de posse como presidente da África do Sul.

• 1995 - Seleção sul-africana de râguebi, movida pela ideia de união da nação, é campeã do mundo.

• 1998 - Terceiro casamento do líder sul-africano. Mandela comemora o 80º aniversário e casa com Graça Machel, viúva do ex-líder moçambicano Samora Machel. A primeira esposa de Mandela foi Evelyn Mase, divorciaram-se após 13 anos de casamento. Casou depois com Winie Madikizela, e com ela viveu 38 anos, divorciando-se em 1996.

• 1999 - Retira-se da política no final do primeira mandato. Thabo Mbeki é eleito presidente da África do Sul.

• 2003 - Condena a ofensiva aliada no Iraque (liderada por George W. Bush e Tony Blair). Segundo Mandela, esse ataque violava o respeito pelas instituições democráticas multilaterais e o direito internacional. Na Cidade do Cabo, realiza-se o primeiro concerto da campanha 46664 contra a sida (46664 é o antigo número de prisioneiro de Mandela na cadeia da Robben Island).

• Junho de 2004 - Mandela anuncia sua retirada da vida pública. Abre uma exceção: discursa na XV Conferência Internacional sobre a sida, na Indonésia.

• 2006 - Amnistia Internacional distingue Mandela como o Prémio Embaixador de Consciência, pelo reconhecimento da sua liderança na luta e defesa dos direitos humanos.

• 2007 - Funda, com mais onze líderes, o Grupo de Ancião, que se destina a promover a paz e a justiça no mundo.

• 27 de Julho de 2008 - Músicos, estrelas e cinema e políticos reúnem-se num concerto, no Hyde Park de Londres, para festejar os 90 anos de Nelson Mandela.

• 2009 - As Nações Unidas declaram a data 18 de Julho (dia em que nasceu o líder sul-africano) como Dia Internacional Nelson Mandela.

• 2010 - Participa na cerimónia de encerramento do Campeonato do Mundo de Futebol, no Soweto, África do Sul.

• 5 de Dezembro de 2013 - Morre Nelson Mandela aos 95 anos.

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital