MODA & BELEZA

 
23 de dezembro 2015 - às 08:01

MODA PESO PESADO

A palavra de ordem é empoderar e mostrar que são as diferenças de formatos e de cores que fazem as pessoas belas. Os padrões de beleza impostos, ao contrário, causam sofrimento, uma busca por aceitação que pode ser perigosa e gerar distúrbios emocionais e alimentares. 

 

Há algum tempo já percebemos como a moda plus size vem se expandindo no mercado, com marcas focadas neste segmento, celebridades desenvolvendo as suas próprias linhas e modelos ganhando cada vez mais destaque em revistas e passarelas conceituadas. 

As conquistas são, de facto, relevantes, embora ainda existam poucas marcas que se preocupam com a população que está acima do peso e quer andar no compasso das tendências. “O público plus size quer moda e quer pagar por ela, mas, por enquanto, ainda existem poucas opções. A marca que levar em consideração a demanda desse público mais amplo conseguirá ter maior visibilidade”.

Actualmente, a moda de tamanhos grandes é um dos sectores de em mais rápido crescimento na indústria do vestuário.

Esqueça o manequim número 36 e o vestido tamanho P. Deixe para trás o sonho de conquistar uma silhueta esguia. Pare de sofrer por não ter o corpo magro, idealizado como o bonito, aceite como o único padrão estético permitido .

A indústria da Moda não tem noção do impacto que da imagem  transmitida pelas agências de moda, média, etc, do que o corpo de uma mulher deve de ser chega a ser destrutiva.

E mais, o  que os homens têm que aturar com os constantes complexos das mulheres relativamente ao seu corpo criado por padrões de "beleza" onde apenas 1% da população mundial se insere e são totalmente inatingíveis pelos outros 99%. Buscar novos valores em um campo dominado pela publicidade é muito difícil, especialmente quando envolve questões de autoestima e beleza.

“As pessoas não têm consciência do quanto a gordofobia é maléfica. Isso vai desde a entrevista de emprego, onde você é preterido em relação ao outro, a um assento no avião, carro  quando as pessoas deixam de sentar do seu lado porque você ocupa mais espaço. As Pessoas humilham, fazem comentários maldosos até quando se está sentado num restaurante. Até os homens tratam de uma maneira diferenciada porque acham que uma mulher acima do peso é uma sub-categoria de mulher.

A indústria da moda é cruel, preconceituosa, e muitas  marcas nem querem se aventurar nesse segmento, porque ainda desconsideram as pessoas acima do peso como sendo não consumidoras

A palavra de ordem é empoderar e mostrar que são as diferenças de formatos e de cores que fazem as pessoas belas. Os padrões de beleza impostos, ao contrário, causam sofrimento, uma busca por aceitação que pode ser perigosa e gerar distúrbios emocionais e alimentares. 

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital