MODA & BELEZA

 
1 de dezembro 2016 - às 19:37

MODA ANGOLANA CONCEITOS E QUESTIONAMENTOS APÓS 1975

Percebe-se que esta idéia de “que a Moda Africana está na Moda “só é realmente nova a aqueles que nunca souberam dar-lhe valor, ignoraram séculos até que o mundo ocidental dublou o nosso flyness africano global merecedor de ser uma vez mais célebre.

 

Angola a 11 de Novembro de 1975 pós fim ao colonialismo que a subalternizou durante séculos.

No dominio cultural gerou uma euforia que contagiou grande parte do povo, desde intelectuais, poetas, músicos, escritores, pintores, alfaiates e modistas da época porque não existiam estilistas ou designers no mercado.

A nossa Angola é uma terra de diversidade, é uma realidade traduzida formosamente na moda.

A história do vestuário nacional confunde-se com a própria memória da vida privada do país. Afinal, as roupas fazem parte dos costumes e da cultura, e o estilo é o reflexo de uma época.  

A temática dos anos 60 e 70 da sensualidade do Black Power ao Ngola Ritmos, Belita e Rosita Palma, Lourdes Van-Dúnem, Conceição Legot, donas de vozes poderosas e activistas sociais que se vestiam a transparecer nas estampas africanistas, tecidos locais e estilos como um dos meios de mostrar orgulho nas identidades africanas deles/delas antes e após um aguaceiro de independência que varreu pela África.

Percebe-se que esta idéia de “que a Moda Africana está na Moda “só é realmente nova a aqueles que nunca souberam dar-lhe valor, ignoraram séculos até que o mundo ocidental dublou o nosso flyness africano global merecedor de ser uma vez mais célebre.

Como se generaliza “O Pano do Congo ou Wax Hollandais “impressão africana" tem um nome, e história por detrás, as máscaras grotescas, os ídolos e representações humanas.

Estas obras-primas marcaram um paradigma do modernismo novo com fundação africana.

O sucesso da geração nova de estilistas mistura sentimentos sobre os quais adotam como um todo uma reflexão do sucesso em África.

Os melhores designers já não são definidos pelas suas bordas, contudo, o pacote já confessa de onde veio. Entrega pedaços desejáveis de inspiração que originam  um ambiente compreensivo que pode ser confeccionado em Luanda ou Londres, Maputo ou Milão, Nairobi ou Nova Iorque. 

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital