LEITORES

 
26 de novembro 2019 - às 08:49

MINISTÉRIO DA SAÚDE ESCLARECE DOENTES SERÃO TRATADOS NO PAÍS

Governo quer inverter situação actual dos doentes encaminhados  pela junta nacional de saúde

 

O Ministério da Saúde revelou recentemente em comunicado que tendo em conta a actual crise financeira que o país vive e porque as verbas alocadas para o efeito não são suficientes, a solução incontornável a adoptar passará pela diminuição do número de pacientes  em tratamento no exterior do país, bem como dos seus acompanhantes. "Os pacientes deverão ser doravante tratados em Angola, à semelhança da maioria da população tratada no país, permitindo assim a reversão do quadro actual", revela aquele departamento governamental.

O comunicado do Gabinete de Comunicação e  Imprensa do Ministério da Saúde surgiu na sequência da publicação de uma matéria no semanário Novo Jornal e  um vídeo sem autoria nas redes sociais, relacionado com os doentes encaminhados pela Junta Nacional de Saúde de Angola, domiciliados em Portugal, sob responsabilidade do Sector de Saúde naquele país.A propósito, o Ministério da Saúde  esclareceu o seguinte:

1. O Estado Angolano tem feito todo o esforço para garantir a assistência médica aos pacientes tanto em Angola através das unidades hospitalares, bem como aos doentes evacuados pela Junta Nacional de Saúde para o exterior do país;

2. Com relação aos doentes evacuados para o exterior (Portugal e África do Sul), o Estado tem garantido durante vários anos assistência médico-medicamentosa, alojamento, alimentação e transporte de acordo às disponibilidades financeiras em cada momento;

3. Os custos assistenciais e de alojamento são elevados o que faz com que o suporte financeiro não seja o mais adequado para o elevado número de pacientes e acompanhantes existentes em Portugal, muitos dos quais com muitos anos de estadia em Portugal;

4. Tendo em conta a actual crise financeira que o país vive e porque as verbas alocadas para o efeito não são suficientes, a solução incontornável a adoptar passará pela diminuição do número de pacientes e acompanhantes. Os pacientes deverão ser doravante tratados em Angola a semelhança da maioria da população tratada no país, permitindo assim a reversão do quadro actual.

5. Cumpridas as medidas acima expostas e com muito reduzido número esperado de pacientes em Portugal, estes poucos terão a sua situação social e assistencial melhorada e as dívidas sobretudo com alojamento serão certamente eliminadas.

 

BOCAS SOLTAS

O país está a ser literalmente nutrido por inúmeras "notícias", cujas fontes qualquer  cidadão  pode qualificá-las de várias formas e feitios.Reina uma enorme trapalhada na Internet e numa altura em que decorrem julgamentos de processos-crimes importantes, cada um tenta fazer vingar a sua opinião, a sua análise ou o seu comentário, priorizando sempre a perspectiva de criar à sua volta o maior número de seguidores. Os que vão caindo na malha das redes sociais fazem o que podem para se desenvencilhar delas, mas o primeiro registo é o que deixa marca e faz a história destas publicações; a maior parte delas, ainda que desmentidas, mancham o bom nome dos visados, tornando a vida de muitos deles um verdadeiro inferno.Porquê que surgem tais "notícias", cujos efeitos maléficos são por demais conhecidos? A palavra vai para alguns cidadãos anónimos...

.......................................................

"Na verdade,o objectivo de muita gente é chamar atenção à si; gostam de "aparecer" e na maior parte das vezes nem sequer sabe conjugar os verbos "ser e estar" em condições. Para isso, o facebook é a sua casa, onde tem a cama , o escritório e a comida"

.......................................................

" Eu não tenho muito tempo, para estar por aí a navegar nestas "plataformas digitais" que, à partida, não merecem qualquer credibilidade. Mesmo alguns jornais e revistas vão buscar "inspiração" nestas fontes que considero altamente perigosas. Todo o cuidado é pouco...Já vi pesssoas a lutarem por causa de certas publicações e, por pouco, o caso ia parar na justiça..."

.......................................................

" Muitos cidadãos conhecedores das leis já disseram que , infelizmente, algumas instituições estarão  a cometer  atropelos legais em certos casos que estiveram  ou estão nas barras dos tribunais. Eu pouco entendo destas makas, mas tenho a certeza de uma coisa: não será nas redes sociais que vou aprender o que está certo ou errado.Por isso, em minha casa existe uma norma: se apanhar alguém nesta "enroscada", como chefe de família ponho logo na rua quem prevaricou"

.......................................................

"Sou de opinião que as entidades de direito deviam , regularmente, informar os cidadãos sobre o que realmente se passa nos tribunais; explicar de forma simples porquê que o  caso X ou Y teve o desfecho D ou C. Não temos cultura jurídica e a hipótese mais à mão é ir  buscar informações nas redes sociais"

.......................................................

"Por exemplo, não acham que está na hora do Banco Nacional de Angola dar uma conferência de imprensa para explicar qual é o valor que o país conseguiu receber no quadro do processo de repatriamento de capitais.Dizer, inclusive, quem foram as pessoas que voluntaria ou coersivamente entraram neste processo? Na falta de informações, claro que tudo vale!"

.......................................................

“As pessoas estão se marimbando se estão a ser controladas ou não por algum sistema fiscalizador das redes sociais...É que  a única hipótese para aliviar esta carga de notícias falsas nas redes sociais, é o governo abrir-se mais à imprensa pública e privada. O próprio governo fecha as fontes de informação.Essa é a verdade!". 

 

TIRADAS DA IMPRENSA

"O escritor curto em ideias e factos será, naturalmente, um autor de ideias curtas, assim como de um sujeito de escasso miolo na cachola, de uma cabeça de coco velado, não se poderá esperar senão breves análises e chochas tolices".

-Rui Barbosa

.......................................................

"A mercadoria é o núcleo económico do sistema capitalista e, enquanto ela existir, seus efeitos se farão sentir na organização da produção e, consequentemente, na consciência".

 - Che Guevara

.......................................................

"Quando me desespero, lembro-me de que em toda a história a verdade e o amor sempre venceram. Houve tiranos e assassinos e, por um tempo, pareciam invencíveis mas, no final, sempre caíram. Pense nisso! Sempre".

-Mahatma Ghandi

.......................................................

"Nosso cérebro é o melhor brinquedo já criado: nele se encontram todos os segredos, inclusive o da felicidade. A vida é maravilhosa se você não tiver medo dela".

-Charles Chaplin

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital