SOCIEDADE

 
29 de julho 2017 - às 07:48

LOMBALGIAS (DOR NAS COSTAS)

É uma das dores mais comuns no mundo. Saiba-se que cerca de 90% dos adultos já tiveram essa queixa pelo menos uma vez na vida. Depois da dor de cabeça, as lombalgias constituem a segunda queixa mais comum.Só para lembrar que a coluna vertebral suporta cerca de 2/3 do corpo humano e ela deve ser mantida mais vezes em posições fisiológicas certas, fundamentalmente erecta

 

Na maior parte das vezes mantemos este órgão em posições anormais, criando vícios na sua fisiologia e acentuado as suas curvaturas normais. O habitual é adoptarmos posturas más; ao sentar, ao deitar, ao apanhar objectos pesados, assim sacrificamos o órgão.

O que são lombalgias ? - É uma dor na região lombar, a região mais abaixo da coluna, e perto da bacia. É também chamada de dor dos “rins””, devido a proximidade geográfica, localização deste órgão nobre, os rins.

A coluna tem ossos, músculos, ligamentos, que podem sofrer pequenos traumas, envelhecimento, etc.

As causas das lombalgias-  As más posturas são as mais incriminadas. Nos sentamos mal nos carros, nos gabinetes, dormimos mal acomodados no sofá da sala a ver novela e zás!, há estiramento de algum músculo local e aparece a dor de coluna.

Muitas vezes levantamos pesos exagerados e  temos estiramento muscular na região.

Outras situações também dão dor de coluna, nomeadamente as infecções urinárias, doenças da vesícula e do pâncreas, da próstata, o reumatismo, a osteoporose, entre outras.

A dor é o principal sintoma da lombalgia. Ela pode ser aguda ou crónica e durar mais de 6 semanas. Assim, é causa importante de absentismo laboral e perdas nas empresas

Na prevenção, é importante ajustar bem os assentos do carro e não sentar , nem dormir em posições anti-fisiológicas.

Quando a dor for crónica, o caminiho é o médico que fará uma boa anamnese e exames como; Tac, RX.RMN, para diagnosticar a causa correcta, ou descartar uma hérnia discal.

 

Tratamento - Quanto à cura, vai desde a toma de analgésicos, anti-inflamatórios, corticóides. A fisioterapia costuma ser indicada, a hidro-terapia também  é benéfica. O sedentarismo é mau. Perder peso pode trazer benefícios e andar de bicicleta recomenda-se. Fazer exercícios leves numa esteira, (luando) podem ajudar a relaxar o lumbago. 

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital