FIGURAS DE CÁ

 
26 de November 2019 - às 09:11

Figuras de Cá - Edição nº203

 

ANA DIAS LOURENÇO 

CONVITE À DUQUEZA 

A primeira-dama da República, Ana Dias Lourenço, contará  certamente com o apoio da duquesa Meghan Markle, esposa do príncipe Harry,ao projecto “Nascer Livre para Brilhar”, que lidera com bastante sucesso em todo o país e que se destina, fundamentalmente, a  eliminar a transmissão à nascença do vírus do HIV.

Para o efeito, Ana Dias Lourenço fez já formalmente um  convite à duquesa Markle, exactamente numa altura em que o marido, Príncipe Harry, visitava oficialmente Angola,onde foi recebido pelo Chefe de Estado angolano, João Lourenço, no Palácio Presidencial , em Luanda.

O projecto coordenado pela Primeira Dama tem estado a alcançar muitos êxitos, inclusive em zonas distantes dos grandes centros urbanos.Foi oficialmente lançado por si na província do Moxico, em Dezembro do ano passado.Ana Dias Lourenço tem se empenhado pessoalmente na implementação de várias acções que também conta com o apoio importante de várias entidades colectivas e individuais, quer a nível interno como externo.O objectivo principal é essencialmente reduzir a taxa de contaminação do VIH de mãe para o filho dos actuais 26% para 14%, em três anos.

***********************

WILLIAM TONET

PERSISTÊNCIA INCONTORNÁVEL

O jornalista William Tonet considera que o combate à corrupção "tem de ter norte",um "efeito refrescante"; uma direcção "imperiosamente, imparcial", com objectivo "concreto e definido". O director do semanário "Folha 8" não tem dúvidas que um real combate à corrupção, que não crie mais fissuras, disfunções no aparelho produtivo, desemprego e baixo consumo, só é possível "através de uma ampla participação política, estruturação, reforma constitucional e legal, para um verdadeiro, imparcial virar de página, centrado no primado da Constituição e da lei". Para si, "não se pode combater a corrupção, nem acreditar nesse combate, com leis corruptas e juízes corruptos". 

William Tonet continua bastante interventivo em diversos fóruns e sempre que se abram espaços para o fazer vai consolidando as suas posições claramente à favor da democracia e da liberdade, sobretudo da mudança positiva e  constante das acções levadas a cabo neste combate duro contra todos os males que enfermam a sociedade angolana em vários sectores da sua vida. 

***********************

MICAELA REIS 

SER SEM MEDO

A actriz e modelo Micaela Reis tem uma opinião segura sobre  os desafios imediatos da mulher africana.Para si, "um dos maiores desafios de hoje é a aceitação de que queremos ter uma carreira, de que queremos ser mulheres independentes e de que a família é importante, sim, e que deve ser uma prioridade, mas que não é só isso”.

Durante uma entrevista à Sapo, Micaela Reis considerou  que “a única forma de mudarmos a sociedade é não tendo medo de fazer e  de arriscar, independentemente do que os outros pensem ou digam". "Se acreditamos naquilo que queremos fazer temos que ir e fazer”, defendeu.

Detentora de uma beleza que lhe valeu a participação no concurso Miss Mundo em 2007, em representação de Angola, construiu uma carreira, que acabou por ofuscar esse momento, à custa de muita determinação, perseverança e formação, tendo completado a sua formação de actriz nos Estados Unidos.

***********************

YANNICK AFRO MAN

"BAKONGO" NO TOP

A gala que premiou Yannick Afro Man como o artista "Mais Querido" nesta edição do Top da música da Rádio Nacional de Angola,teve o condão de apresentar uma miscelânia cantares da terra inolvidável. Ganhou a cultura angolana e com ela renasceu a necessidade de se primar pela "unidade na diversidade", com profissionalismo, alegria e tradição.No meio deste caldo de cultura nacional, destacou-se Yanninck Afro Man como vencedor do cobiçada estatueta do Top dos Mais Queridos, um cheque de dois milhões de Kuanzas e um diploma, fruto da sua obra intitulada " Bakongo".

Ao contrário do justo vencedor, Bessa Teixeira conseguiu o surpreendente segundo lugar do concurso com uma obra que, na generalidade, não mereceu tanta unanimidade como o músico pretendia.Na noite da premiação sentiu-se um público desconfortável com a conquista do veterano que já teve melhores obras na sua longa carreira.Ainda assim, deixou desagradavelmente surpreendidos potencias candidatos como Puto Português, Cef, Ana Joyce, Rui Orlando ou Preto Show, cujas obras são, de longe, as que mais foram ouvidas no país ao longo do ano. A sua premiação deixou no ar muitas dúvidas...

***********************

NUMA E SAKALA 

CANDIDATOS "CACIMBADOS" 

O porta-voz e secretário para as Relações Exteriores da UNITA, Alcides Sakala, está de peito aberto na corrida presidencial da UNITA,e encara o desafio com fortes probabilidades de vencer os seus adversários, entre os quais o general Kamalata Numa, que já concorreu para o cargo, ocupado por  Isaías Samakuva. No momento em que fechávamos esta edição, tinham apresentado as suas  candidaturas o presidente e vice-presidente do Grupo Parlamentar da UNITA, Adalberto Costa Júnior e José Pedro Katchiungo, respectivamente.

Licenciado em Ciências Políticas e Relações Internacionais pela Universidade Lusíada de Angola, Alcides Sakala é mestre em Relações Internacionais e Estudos Europeus e Africanos, tendo ingressado na UNITA em 1974. Entre várias funções, foi vice-representante da UNITA nos Estados Unidos, onde começou a sua carreira diplomática. Foi igualmente representante da UNITA na República Federal Alemã, Portugal, Bélgica e junto da Comunidade Europeia. 

***********************

ADALBERTO DA COSTA JÚNIOR

A ESCOLHA CERTA?

O líder do grupo parlamentar da UNITA, Adalberto da Costa Júnior, confirmou igualmente que é candidato à presidência do principal partido da oposição. Costa Júnior, provavelmente, terá sido o primeiro a garantir que vai à luta para conquistar o lugar com ghrande margem de diferença em relação ao seus mais directos adversários: Numa e Sakala. Pelo menos nas redes sociais, Costa Júnior tem dominado as preferências dos internautas que vêm neste militante da Unita, um forte candidato à própria Presidência da República.

"Em apoio à decisão de Adalberto da Costa Júnior, um grupo de militantes subscreveu um manifesto no qual dizem dizem ser ele "a escolha certa para garantir a transição entre a velha e a nova geração", avançou recentemente a VOA, acrescentando que Adalberto da Costa Júnior e Abílio Kamalata Numa são os candidatos assumidos à liderança da UNITA.De notar que a candidatura de Costa Júnior esteve envolta de uma polémica arreliante, pois  terão insistido, até ao último momento, que ele apresentasse provas irrefutáveis que comprovassem a renúncia à nacionalidade portuguesa. 

***********************

ADJANY COSTA

"CAMPEÃ DA TERRA"

Adjany Costa, uma jovem angolana de apenas 19 anos de idade, acaba de ganhar  o Prémio "Jovens Campeões da Terra", tornando-se assim uma figura de renome internacional prestigiada pela ONU, numa altura em que  diversos líderes mundiais convergem nas acções em defesa de um ambiente mais saudável no planeta.Adjany Costa tem trabalho feito e reconhecido à favor da conservação de pontos preciosos de água e de biodiversidade em Angola.Fez crer ao mundo que, também os angolanos, se sentem preocupados com o meio ambiente e as mudanças climáticas.

No seu canto, esta jovem trabalhou longa e árduamente com a comunidade Luchaze nas terras altas do leste angolano, ameaçadas por práticas insustentáveis de subsistência após a guerra civil de três décadas do país, como a derrubada da floresta de Miombo depois que as minas terrestres foram removidas.As suas acções e a dos seus companheiros hão-de continuar e nesta primeira fase "proteger a floresta de Miombo, que retém água e nutre a biodiversidade", é fundamental para protecção ambiental na região do sul de Angola, com forte impacto em toda a região austral do continente.

O prestigioso Prêmio Jovens Campeões da Terra, oferecido pela Covestro, é concedido anualmente pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente a jovens ambientalistas entre 18 e 30 anos de idade, por suas destacadas ideias de protecção ao meio ambiente.

Adjany é uma das sete vencedoras entre África, América do Norte, América Latina e Caribe, Ásia e Pacífico, Europa e Ásia Ocidental. 

***********************

VERA DAVES 

DUPLA RESPONSABILIDADE

Vera Daves acaba de ser nomeada ministra das Finanças e torna-se a primeira mulher  na história de Angola a ocupar o cargo. Ela substitui Augusto Archer Mangueira, o ministro que  deixa como grande  marca a entrada recente em cena do Fundo Monetário Internacional no país.A nova inquilina do "Palácio da Mutamba" considerou a nomeação uma honra e "uma dupla responsabilidade, por ser mulher e jovem de 35 anos", apontando como prioridade a continuação da consolidação fiscal, "para assegurar indicadores de boa saúde financeira do Estado que se reflictam no bem-estar das populações". Falando à imprensa, logo depois de ter tomado posse, no Palácio Presidencial, em Luanda, garantiu estar em curso "um amplo processo de modernização da forma como se gerem as finanças públicas" e prometeu maior divulgação sobre a implementação do IVA.

"A responsabilidade pela despesa pública é de todos e de cada um dos gestores das unidades orçamentais", avisou Vara Daves.Até à data da sua nomeação, Vera Daves exercia o cargo de secretária de Estado para as Finanças e Tesouro.

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital