FIGURAS DE CÁ

 
28 de julho 2016 - às 07:50

Figuras de Cá - Edição nº 175

 

PRESIDENTE EDUARDO DOS SANTOS

PODER

 

O Congresso do MPLA reafirmou, que o Presidente Eduardo dos Santos vai continuar por mais um mandato à frente dos destinos da maior força política do País. Com esse quadro, fica-se sem se saber como o Presidente Eduardo dos Santos abandonará a vida política activa em 2018, como ele próprio anunciara, sabendo-se que o partido que dirige tem fortes probabilidades de vencer o pleito eleitoral de 2017 e, portanto,continuar a ser o farol de toda movimentação política no País. Para se acompanhar nos próximos tempos.

 

ABEL CHIVUKUVUKU

DISCURSOS

 

Não sobram dúvidas de que Abel Chivukuvuku é um tribuno de visibilidade, com discursos que galvanizam os seus apoiantes mas também se sabe que eleições não se ganham só com bla.bla.bla. É preciso saber fazer bem os trabalhos de casa, e nesse caso, Chivukuvuku tem ainda um osso duro de roer, que é o de saber reunir os vários cacos da coligação Casa-CE para poder fazer dela um partido sério e coeso para se posicionar no topo da vida política nacional. Não está a ser fácil esta tarefa!

 

EMÉLIA MORAIS

MODA

 

Emília Morais, esposa de José Pedro de Morais, cujo último cargo no País foi de Governador do Banco Nacional de Angola, aposta, e de forma decidida, no mundo da moda. Ela é a principal responsável da organização do concurso Angola Fashion Week, um dos eventos de moda mais badalados do País. Emilia, uma mulher vaidosa por excelência, já imprimiu a sua imagem de marca ao evento que respira melhor organização e criatividade.

 

GERSY PEGADO

ESTILISTA

 

É isso aí, se não sabia, o leitor deve ficar a saber: Gersy Pegado, a menina das Gingas do Maculusso abraçou como estilista o mundo da moda mas não deixou os palcos.Ela vai continuar a cantar mas também a criar modelos de moda inspirados na realidade sócio-cultural do seu País, a ser uma menina do Direito, enfim, a ser uma mulher jovem dinâmica e activa pela Sociedade.

 

PAULO FLORES

«BOLO DE ANIVERSÁRIO"

 

Paulo Flores colocou no mercado a sua mais recente obra discográfica com o título "Bolo de Aniversário". Paulo segue a mesma trilha de análise crítica da vida social do país musicando letras que levam toda gente a bater palmas e a mexer os pés para verdadeiros pés de dança. Goste-se ou não dele, mas Paulo Flores é, sem favores, um dos melhores músicos da actualidade, mormente no estilo musical que cultiva, o puro semba.

 

ÂNGELA BRAGAN‚A

VISUAL

 

Se filho de peixe é peixe, também se pode dizer que mãe de estilista também se preocupa com o estilo e é vaidosa. Que o diga Angela Bragança, Secretaria de Estado das Relações Exteriores e mãe da estilista Mariângela Almeida, a dona da marca Fiu Negro, que nos últimos tempos não se cansa de se aparecer em actos públicos com novo visual construído à partir do seu próprio lar familiar. É o orgulho da defesa da marca da casa!

 

MANUEL VICENTE

SEM PETRÓLEO

 

A gestão da petrolífera nacional, Sonangol fez dele o "Senhor Petróleos" e com isso ele foi guindado para o mundo político, como membro do Bureau Político do MPLA e posteriormente vice-Presidente da República. Com pouca genica como manobra(va)o negócio no mundo dos petróleos, Manuel Vicente no mundo da política doméstica parece não ter sido muito bem sucedido e vozes sonantes que acompanham os meandros da política nacional não acreditam que ele sobreviverá como segundo na hierarquia do Estado, após o próximo pleito eleitoral. Ossos do Ofício!

 

RAFAEL MARQUES

FAÍSCAS

 

O jornalista Rafael Marques tem razões que só ele sabe para continuar a ser o "juiz" mais feroz à acção dos governantes angolanos e, muito particularmente, da família presidencial. Volta e meia, Rafael Marques vem a terreiro denunciar mais uma acção que, na sua opinião, é altamente lesiva aos interesses superiores do País e não se cansa de apelar à intervenção dos órgãos de justiça. É a forma que Rafael Marques escolheu para se tornar um elemento activo na sociedade.

 

ANA PAULA DOS SANTOS

SOLIDARIEDADE

 

O Fundo Lwini completou dezoito anos de actividades e na cerimônia que assinalou a efeméride, Ana Paula dos Santos, sua Presidente, reiterou o contínuo apoio social da fundação às famílias carenciadas e a intermediação do acesso a bolsas de estudo para os jovens necessitados.

De relevo, o Fundo Lwini ergueu e deu vida a várias instituições sociais de apoio a pessoas carenciadas quer em Luanda como em algumas províncias do País, uma acção que, segundo Ana Paula dos Santos, vai continuar, não obstante o momento menos bom que se vive em função da crise financeira que o país atravessa.

 

WALDEMAR BASTOS

PERSEGUIÇÕES

 

Wlademar Bastos, músico angolano de craveira internacional, diz que se sente perseguido pelas autoridade securitárias do seu País por razões que ele considera de "excesso de zelo na análise sobre o papel do artista na sociedade". Descontando-se o exagero quanto a perseguição e na forma como Waldemar apresentou o problema, o certo é que alguns sectores da sociedade não nutrem simpatias pelo artista, mas daí apodar essa posição como uma acção do Estado vai uma grande distância que não engrandece quem assim o faz.

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital