FIGURAS DE CÁ

 
2 de maio 2016 - às 07:12

Figuras de Cá - Edição nº172

 

PRESIDENTE EDUARDO DOS SANTOS

INTERROGAÇÕES

 

Não tendo sido claros nem o pronunciamento nem tão pouco a posição do seu Partido quanto à sua continuação na política activa, continuam as interrogações em relação ao futuro do Presidente José Eduardo dos Santos depois de 2018. Para muitos, militantes do MPLA e não só, Eduardo dos Santos deve fazer mais um mandato à frente dos destinos do País enquanto outros argumentam que é chegado o tempo de dar lugar a novas sensibilidades, mas só o congresso dos Camaradas, aprazado para Agosto próximo, é que poderá colocar ponto final a esse clima de dúvidas e interrogações.

 

ABEL CHIVUKUVUKU

CONGRESSO

 

A agenda política  da Casa-CE está muito centralizada na realização do seu primeiro congresso ordinário, que poderá definir o futuro da coligação como força política e do seu líder. Abel Chivukuvuku continua a ser apresentado como o único candidato ao cadeirão presidencial, o que, a assim acontecer, será a concretização do seu sonho, de ser líder partidário, primeiro, e nessa condição, conquistar o título de Presidente do País. Mas o caminho continua sinuoso!

 

JOSÉ AGUALUSA

PRÉMIOS

 

Como escritor e assumindo-se como luso-angolano, Eduardo Agualusa tem girado o mundo, e sido bem sucedido nas obras que edita, um facto que o dignifica e, com ricochete, para Angola, pelo menos a metade, se vangloriar por ver os feitos de um dos seus filhos reconhecidos internacionalmente. Mas onde não tem sido bem sucedido José Agualusa é quando chamado a debitar contribuições políticas sobre Angola, um País que, afinal, também é dele, pessoaliza e demonstra um rancor visceral à figura do Presidente Eduardo dos Santos que, no tom como assim procede, não o dignifica e deixa subjacente que tem escondido alguma mágoa pessoal que a razão desconhece.

 

JOSÉ MARIA DOS SANTOS

DESAFIO

 

O Cuanza-Norte é uma das províncias de Angola onde mais se faz sentir a necessidade da verdadeira empreitada de "lava rosto" no sentido de ganhar o estatuto de uma província que aproveita da melhor forma as potencialidades que possui para benefício dos seus habitantes. A capital, Ndalatando, parece ainda não ter despertado para as grandes obras da reconstrução e do erguer de novas infra-estruturas que há muito necessita pelo que a nomeação de um novo governador provincial, José Maria dos Santos, pode ser um sopro nesse sentido, e um desafio ao governante que anteriormente não foi muito bem sucedido em Luanda, onde teve uma passagem relâmpago.

 

ALDINA DALOMBA

ENERGIAS

 

Ao ser discutido recentemente em Conselho de Ministros o plano de desenvolvimento de Cabinda, a governadora Provincial, Aldina Dalomba deve ter-se sentido aliviada de alguma carga que o apoquentava por não conseguir imprimir o arranque que a Província exige, obrigando daí a um clima de descontentamento das populações não muito agradável para quem tem a responsabilidade de governar.

 

HIGINO CARNEIRO

SHOW EM MONO!

 

Numa Luanda apelidada como o "cemitério dos governantes", tal é o número daqueles que aqui passam como Governador e se estatelam em pouco tempo, Higino Carneiro entrou com tudo no cargo de Governador. O Presidente da República aceitou que ele transferisse para Luanda toda sua equipa que trabalhava em Menongue, exonerou os indesejáveis, teve solidariedade na praga do lixo mas Higino governador ficou muito mal na fotografia na sua intenção de convencer os órgãos do poder central a colocar a população de Luanda a contribuir exageradamente, quanto a preços, pela limpeza e saneamento da capital. Num País que se rege por leis e regras, o que se sugeriu inicialmente era irracional, impraticável e poderia comprometer a governação. Ou na governação vale dar show por medidas que não se aplicam? Porventura alguém se lembra da decisão para, em tempo recorde, se pintar as fachadas centrais dos prédios de Luanda e quem foi o autor da "genial iniciativa" que não passou do papel?

 

ROSE PALHARES

SUCESSO

 

Rose Palhares, 31 anos, é a estilista que se afirma no Mundo da moda apelidada inclusive, pela sua ousadia e talento nas criações, como "Princesa da Moda". São delas as seguintes palavras:

"As minhas peças são muito atrevidas, marcam muito a silhueta das mulheres, temos um corpo tão bonito, tantas curvas e acho que tem de se mostrar, o que é bom tem de se mostrar,... mas com respeito".

 

VALTER FILIPE

ASSESSORIAS

 

Oficialmente nada se disse quanto aos assessores que o novo governador do BNA foi "obrigado" a receber para poder mergulhar no mundo da alta finança, uma área que, sem ser totalmente desconhecida de Valter Filipe, o novo governador, parece se apresentar como "muita areia" para o seu caminhão ainda em fase de rodagem governativa. Quanto aos assessores, não é uma prática errada e condenável, achamos mesmo que pode ser alargado a outros quadros, experimentados da banca angolana no sentido de não se matar rapidamente um quadro jovem por incompetência mas sim moldá-lo para melhor desempenho de tarefas futuras.

 

NSOKI

OUTROS VENTOS

 

A cantora Nsoki, não obstante o pouco tempo no mundo da música, cedo pensou na sua internacionalização e escolheu a capital portuguesa, Lisboa, para esse passo. Em mão o lançamento da sua mais recente obra discográfica, Nsoki escolheu Abril para concertos a solo na capital portuguesa onde mediu a sua popularidade e o nível de aceitação das suas obras musicais. Coisa é certa, talento não falta a Nsoki.

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital