DESPORTO

 
2 de January 2021 - às 07:56

CAN DOS CAMARÕES EM 2022 ANGOLA COMPROMETE PRESENÇA NA FASE FINAL

 

A duas jornadas da fase de apuramento, Angola está, agora, com hipóteses remotas de poder estar presente na fase final da Taça de África das Nações, em futebol, a ter lugar em 2022 nos  Camarões.

A última derrota, por 0-1, frente à República Democrática do Congo, no Estádio 11 de Novembro, em Luanda, no jogo a contar para a quarta jornada da fase de grupos, comprometeu seriamente o sonho.

O próximo jogo, a 22 de Março de 2021, diante da Gâmbia, no pode ser já apenas para ir cumprindo calendário, pois,  neste grupo  D, em que se enquadra Angola, amplas possibilidades estão mais abertas para o Gabão e Gâmbia,  que são, actualmente, primeiro se segundo classificados.

A RDC ocupa o terceiro lugar com seis pontos, enquanto Angola está na última posição com um ponto. Diante da RDC, Angola averbou a sua terceira derrota.

No entanto, os Leopardos da RDC, depois de terem suscitado duvida aos seus adeptos no final do jogo da 3ª jornada frente a Angola (0-0), viram a esperança a subir  com a vitória obtida em Luanda frente a Angola (1- 0). Os congoleses, repita-se, permanecem em terceiro lugar no Grupo D, a um ponto atrás de Gâmbia e Gabão, grupo em que Angola detém a cauda com 1 ponto.

Angola perdeu o primeiro jogo por 1-3 frente à Gâmbia, foi derrotada pelo Gabão por 2-1 na segunda jornada e empatou sem golos na deslocação à República Democrática do Congo.

Até agora, os golos angolanos foram apontados por Wilson Eduardo, médio do Al Ain nos Emirados Árabes Unidos, e por Yano, avançado do Petro de Luanda.

APURADOS - Até ao momento, quatro países já se classificaram para dos Camarões em 2022, após a disputa da quarta jornada da fase de grupos.

O Senegal somou quatro vitórias em quatro partidas nestas eliminatórias. Tal como no último CAN, os Leões do Teranga mostram a sua solidez defensiva (um golo sofrido) e o seu realismo ofensivo (nove golos marcados) sob a liderança de Sadio Mané, marcador no duplo confronto frente à Guiné-Bissau (2-0, 1-0).

A Argélia, actual detentora do título, também preparou o passaporte para os Camarões, apesar do empate (2-2) com o Zimbabué na quarta jornada.

Qualificação também está assegurada para as Águias de Cartago, da Tunísia, que, embora contidas pela Tanzânia (1-1), garantiu a sua  décima quinta presença na fase final consecutiva.

O quarto jogo das eliminatórias, o Mali, também garantiu a terceira vitória (2-1) em quatro dias contra a Namíbia, após uma partida inaugural contra a Guiné (2-2).

Depois de perder o CAN de 2019, Togo, privado de Emmanuel Adebayor (aposentado), ainda estará ausente em Camarões em 2022.

Chade está atrás de sua primeira qualificação CAN. O Sudão já está fora da corrida, depois de três derrotas e um empate em quatro partidas em um grupo dominado por Mali e Guiné.

Também para São Tomé e Príncipe, as qualificações seguem-se e assemelham-se. Nunca se classificaram para um CAN, os Verdes e os Amarelos lutam para sobreviver: 4 derrotas em 4 jogos no Grupo C com Gana, África do Sul e Sudão.

O Burundi também pode manter a esperança de qualificação depois da única vitória obtida frente à Mauritânia (3-1). Os Hirondelles, como são designados, voltaram a reanimar-se ao ponto de reclamarem o segundo lugar na qualificação no grupo E dominado por Marrocos.

A Etiópia também não deu a sua última palavra, num grupo, o K, dominado pela Costa do Marfim e Madagáscar (7 pontos).  De resto, o mês de Março de 2021 definirá já a maioria das selecções com carimbo no passaporte para os Camarões. 

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital