MODA & BELEZA

 
31 de maio 2016 - às 07:39

A METAMORFOSE E COMPETIVIDADE NA MODA

Uma geração mais jovem e mais sofisticada de consumidores com gostos, aspirações e hábitos de consumo claramente distintos está a mudar a paisagem da moda em Angola. Educados, viajados e atentos às novas tecnologias, estes novos consumidores estão a emergir como o novo mercado-alvo

 

Nos últimos anos, foram apresentadas aos consumidores várias marcas de moda de nicho, como Fiu_Negru , Projecto Mental por Shunnoz Fiel e Tekasala Ma’at Nzinga, Pretah ,Rose Palhares, Nadir Tati, Soraya da Piedade, Mara Ramos, By DS, Ana Loyd, Mia Mendes, Clélia Simão, Desert Roses Concept, Eclat Manzvat, Gersy Pegado, King & Queen, Laud’s, Lorena Rombo, Marith Jóia, Me Sente by Avelino Nascimento, Nkielo, Orlando Zua, Porcelana Collection e Xaim by Moreno Paím. 

Que procuram saciar a fome da banga puramente Mangôle  – e a gula por produtos originais. Alguns lançamentos são sonhos de infância, enquanto outros foram apenas o passo lógico numa carreira na moda; alguns designers mostram preocupações com a sustentabilidade e, para outros, a questão surgiu por acréscimo. Mas há algo que une todas as propostas: a noção de que o que é velho pode, com sucesso, nascer de novo. “A inovação é o que distingue um líder de um seguidor” Steve Jobs

A competitividade no mercado angolano está ao rubro , só conhecia dois tipos de vinho (tinto ou branco) e a procura por produtos de luxo estava apenas a começar, os céticos expressavam dúvidas de que os consumidores, ricos ou não, deixassem de lado os bens contrafeitos ,  ou apenas escolheriam as marcas mais conhecidas que  muitas das vezes se encontravam  nos mercados paralelos comercializados  pelas famosas moambeiras .

A criatividade e a ambição de  projectar a moda  em África têm vindo a unir-se a grandes desenvolvimentos nas infra-estruturas, transformando-a numa séria candidata quando se trata do futuro da moda, retalho e indústria. O continente é muito mais do que vida selvagem, ainda que esta continue a ser um portento de inspiração para designers e marcas.

Muitas empresas de moda africanas, grandes e pequenas, são inovadoras e rentáveis, mas a maioria continuará a ter uma fraca performance se permanecer desconectada da rede mundial da moda.

O objectivo é acompanhar a mudança de paradigma na Indústria do Têxtil e do Vestuário, em que a competitividade já não se baseia nos custos de produção, na mão-de-obra barata, mas assentando agora em factores como a rapidez de resposta a inovação tecnológica, o design, a marca e a criatividade.

Pretende-se ainda que a este novo conceito esteja associada uma grande dinamização de eventos e actividades de promoção do design de moda angolana  e uma marca que se assuma como referência no panorama da moda, não só a nível nacional, mas também internacional.

Apesar das dificuldades impostas por factores como o abrandamento económico e o combate à corrupção e da mudança nos gostos e hábitos de consumo os consumidores locais, e não só, procuram e têm orgulho em usar alternativas originais desenhadas e fabricadas em Angola.  

 

http://www.pittimmagine.  

   com/en/corporate/fairs/uomo/

   media-gallery/2015/uomo88/

   constellationafrica.html  

   www.platnaonline.com

   www.pinterest.com

   wordpress.com. 

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital