MODA & BELEZA

 
6 de março 2017 - às 12:33

A IDADE COMO NÚMERO

O mais importante, ao montar um look, seja para qualquer idade, é sempre respeitar o seu corpo. Mesmo que você esteja em dia com a sua forma, evite qualquer tipo de peça com o prefixo mini, pois eles poderão dar um ar vulgar e não jovial à sua aparência.

 

A população idosa cresce a cada ano com mais expectativa de aproveitar a vida de maneira saudável e produtiva.

O envelhecimento é um processo universal de maturidade fisiológica do corpo humano, porém, as suas características variam de indivíduo para indivíduo, mesmo que exposto às mesmas variações ambientais.

São consumidores com necessidades e desejos a serem satisfeitos com novos produtos dentro das tendências da indústria da moda.

Ainda que a indústria da moda desde sempre empreenda uma busca desenfreada pela eterna juventude, atrás das câmaras e dos holofotes, nos bastidores das passerelles, dos editoriais e das campanhas, a idade e a experiência continuam a ser valorizadas.

No que se refere à roupa e à aparência, o cuidado com a adequação social e profissional é uma regra válida para qualquer idade. A juventude não liberta nenhuma mulher de observar o contexto em que vive.

Um dos grandes fatores que interfere no que  uma mulher acima de cinquenta anos pode vestir é o seu corpo, porém, com um look adequado, as roupas podem valorizar e mostrar o que ela tem de melhor.

O mais importante, ao montar um look, seja para qualquer idade, é sempre respeitar o seu corpo. Mesmo que você esteja em dia com a sua forma, evite qualquer tipo de peça com o prefixo mini, pois eles poderão dar um ar vulgar e não jovial à sua aparência.

O bom senso é essencial na hora de escolher o seu look quando você já entrou nessa faixa etária. 

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital