SOCIEDADE

 
26 de novembro 2019 - às 09:42

DOENÇAS CARDIOVASCULARES

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo: mais pessoas morrem anualmente por essas enfermidades do que por qualquer outra causa. Estima-se que 17,7 milhões de pessoas morreram por doenças cardiovasculares em 2017, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), representando 31% de todas as mortes a nível global. Desses óbitos, estima-se que 7,4 milhões ocorreram devido às doenças cardiovasculares e enfartes e 6,7 milhões devido a acidentes vasculares cerebrais (AVCs)

 

UMA AMEAÇA MORTAL PERMANENTE: OS DEZ ALIMENTOS QUE PREVINEM ATAQUES CARDÍACOS 

Os alimentos que fazem bem ao coração e diminuem o risco de patologias cardíacas como pressão alta, AVC ou enfarte são aqueles ricos em substâncias antioxidantes, fibras e gorduras monoinsaturadas ou poli-insaturadas, como azeite, alho, aveia, tomate e sardinha, por exemplo.

Além de cuidar da dieta, também é importante praticar actividade física pelo menos três vezes por semana, pois um regime alimentar adequado acarreta inúmeros benefícios como estimular a circulação sanguínea, melhorar a condição cardiovascular e estimular o desenvolvimento de novos vasos sanguíneos, o que reduz as chances de sequelas graves em casos de ataque cardíaco ou AVC. 

1 AZEITE EXTRA VIRGEM

O azeite extra virgem é rico em gorduras boas e antioxidantes que aumentam o colesterol bom (HDL) e reduzem o colesterol mau (LDL), melhorando a circulação do sangue e ajudando a prevenir aterosclerose.

Para incluí-lo na dieta, pode-se adicionar uma colher de sopa de azeite às refeições, e utilizá-lo para temperar saladas ou fritar ovos, por exemplo. 

2 VINHO TINTO 

O vinho tinto é rico em resveratrol, um polifenolantioxidante que ajuda a reduzir problemas como doenças cardíacas, melhorar os níveis de colesterol e reduzir a inflamação. O resveratrol também está presente nas sementes e na casca de uvas roxas.

O ideal é consumir um copo de vinho tinto por dia, com cerca de 150 a 200 ml para mulheres, e até 300 ml para os homens.

3 ALHO

O alho é usado há muitos séculos como alimento curativo, e seus principais benefícios incluem manter a saúde dos vasos sanguíneos durante o envelhecimento, ajudar no controlo da diabetes e do colesterol, reduzir a pressão arterial, prevenir o cancro da próstata e atuar como antifúngico. 

4 LINHAÇA

A linhaça é uma semente rica em fibras e ómega-3, um tipo de gordura poli-insaturada que ajuda a reduzir o colesterol, melhorar a circulação do sangue e reduzir a inflamação. Para absorver a gordura, a linhaça deve ser consumida na forma de farinha, pois o intestino não consegue digerir a semente inteira. Também tem sempre a opção de ingerir suplementos em cápsulas com o óleo de linhaça.

Quando se consome a semente toda, as fibras permanecem intactas, ajudando a combater a prisão de ventre. A farinha de linhaça pode ser adicionada à fruta ou a em iogurtes, saladas, sumos e batidos.

5 AVEIA

A aveia é um grão bastante rico em fibras, que ajudam a controlar o colesterol, a pressão sanguínea e a glicemia, que é o açúcar no sangue. Essas fibras também estimulam o funcionamento intestinal e a manutenção de uma flora saudável, o que é essencial para prevenir doenças como o cancro e melhorar a circulação sanguínea.

Deve consumir entre uma a duas colheres de aveia por dia, que pode ser incluída em batidos, saladas de frutas, papas ou receitas de bolos e biscoitos.

6 SARDINHA, ATUM E SALMÃO

A sardinha, o atum e o salmão são exemplos de peixes ricos em ómega-3, nutriente que está presente na gordura dos peixes de água salgada. O ómega-3 é uma gordura boa que ajuda a regular os níveis de colesterol, melhorando o colesterol HDL e ajudando a prevenir aterosclerose.

Além disso, ele também reduz a inflamação do organismo como um todo. Como tal, peixes devem ser incluídos na alimentação pelo menos três vezes por semana. 

7 CHOCOLATE PRETO

O chocolate amargo, a partir de 70% cacau, traz benefícios para a saúde por ter um elevado teor de cacau, que agrega gorduras boas e antioxidantes. Esses nutrientes atuam no organismo melhorando a pressão arterial, prevenindo a formação de placas de ateromas que entopem os vasos sanguíneos e melhorando os níveis de açúcar no sangue.

Para obter esses benefícios, recomenda-se o consumo de cerca de três quadradinhos de chocolate preto por dia, o que equivale a cerca de 30 gramas.

8 ABACATE

O abacate é rico em gordura monoinsaturada, que é capaz de aumentar o colesterol bom e reduzir os níveis de colesterol mau no sangue. Além disso, o abacate também é rico em carotenoides, potássio e ácidofólico, nutrientes que melhoram a circulação do sangue.

O abacate pode ser consumido ao natural ou utilizado em sumos, batidos, saladas ou consumido na forma de guacamole, que é uma receita salgada deliciosa com esta fruta. 

9 TOMATE

O tomate é extremamente rico em licopeno, um dos mais poderosos antioxidantes que atua no organismo melhorando a circulação e prevenindo problemas graves, como o cancro e aterosclerose. O licopeno está sobretudo presente quando o tomate é aquecido, como é o caso dos molhos de tomate, por exemplo.

Usar o tomate na alimentação é deveras fácil, já que se encaixa perfeitamente em diversos tipos de saladas, cozidos, sumos e molhos, combinando com praticamente todo o tipos de pratos.

10 FRUTOS VERMELHOS

Frutas vermelhas como morangos, amoras,melancia, ameixa, framboesas e bagas goji são ricas em antioxidantes que ajudam na prevenção da aterosclerose, doença que entope os vasos sanguíneos ao longo do tempo e que pode provocar problemas como o enfarte e AVC. 

Adicionalmente, estas frutas também são ricas em vitamina C, licopena, vitaminas do complexo B e fibras, nutrientes que ajudam na prevenção de problemas como cancro e envelhecimento precoce. 

(MSN / Lifestyle). 


CLÍNICA GIRASSOL FAZ HISTÓRIA 

CIRURGIAS CARDÍACAS TRANSMITIDAS AO VIVO

Pela primeira vez na história de Angola, médicos, estudantes, órgãos de comunicação social e profissionais do sector da saúde acompanharam duas intervenções cirúrgicas cardíacas ao vivo, na Clínica Girassol, subsidiária do grupoSonangol, EP.A iniciativa faz parte das Jornadas de Cardiologia, no âmbito da comemoração do Dia Mundial do Coração, celebrado a 29 de Setembro.

O evento, denominado Open Day, visou a apresentação e discussão dos procedimentos de Cateterismo cardíaco e implantação de Pacemaker (marca-passo), realizados no Centro de Hemodinâmica da Clínica Girassol.

De acordo com um comunicado da instituição distribuido à imprensa, a sessão de debate, perguntas e respostas, foi orientada pela Dra. Josiara Esteves,Cardiologista do departamento de Cardiologia da Instituição e os procedimentos cirúrgicos ficaram sob a responsabilidade da equipa médica coordenada pelo Dr.José Ricardo, Hemodinamicista, e Chefe do departamento de Cardiologia. As Jornadas de Cardiologia abordaram temas ligados à Realidade da Cardiologia de Intervenção na Clínica Girassol.O certame, que decorreu no auditório da Instituição,  foi destinado a médicos, profissionais e estudantes da área da saúde, com entrada livre.

 


 

CONHEÇA AS (DES)VANTAGENS INGERIR CAFEÍNA?

RECONSIDERE O HORÁRIO

Mais de 85% da população mundial consome cafeína regularmente, e o café é a principal bebida ingerida com a substância. E esta também é a razão pela qual 40% dos cidadãos não dormem o suficiente.  A maioria dos indivíduos toma a sua primeira chávena de café nas primeiras horas da manhã, logo após acordar

Porém, de acordo com nutricionistas, se quer mesmo sentir-se acordado e em estado de alerta para realizar melhor as suas tarefas durante a tarde, talvez não deva consumir cafeína assim tão cedo. Consumir café ao despertar pode fazer com que se sinta nervoso e agitado logo de seguida, mas bastante cansado algumas horas depois.

O que acontece no organismo?

Quando despertamos, o organismo produz doses elevadas de cortisol, a hormona do stress responsável por suscitar ansiedade.  Se consumimos cafeína nesse período, os níveis de cortisol tornam-se ainda mais altos, sendo até perigosos para pessoas naturalmente ansiosas. Mais tarde, quando os níveis no sangue tanto de cafeína como de cortisol diminuem na corrente sanguínea, tendemos a sentir mais cansaço do que o seria expectável.

Beba café mais tarde

“Beba café quando o seu corpo estiver a produzir menos cortisol”, recomenda Laura Cipullo, nutricionista e autora do livro 'The Women’s Health Body Clock Diet' ('A Dieta do Relógio para um Corpo Feminino Saudável'), em entrevista ao site CNBC.com. Ou seja, se costuma acordar entre as 6h e 8h da manhã, deverá ingerir café entre as 9h e as 11h. Esta mudança deve ser feita aos poucos, caso já tenha o hábito de consumir cafeína logo ao despertar. Com uma transição repentina, pode sentir-se repentinamente esgotado e até com dificuldades em raciocinar. 

Já a nutricionista Melanie Dellinges defende que mais importante que o horário é a quantidade de cafeína que consome, não devendo ultrapassar quatro xícaras por dia. Dellinges ressalta ainda a importância de cessar o consumo de café antes do fim da tarde, já que a substância pode atrapalhar o sono até seis horas antes após ingerida. Por outras palavras, se pretender estar a dormir às 21h, por exemplo, não deve tomar café depois das 15h. 

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital