FIGURAS DE LÁ

 
25 de junho 2019 - às 08:15

Figuras de Lá - Edição nº200

 

TEODORO OBIANG

FIM DA PENA DE MORTE?

O Presidente da Guiné-Equatorial, Teodoro Obiang, disse em Cabo Verde que a abolição da pena de morte deverá ser aprovada em breve pelo Parlamento, mas considerou que "não é preciso pressa" sobre este processo. "Nós aceitamos abolir a pena de morte, mas não gostaria que fosse uma vontade pessoal do Presidente; por isso estamos a preparar um dispositivo legal que o Governo vai enviar ao Parlamento. Dentro de pouco tempo, estou seguro, que o Parlamento, como a maioria é do nosso partido, vai aprovar essa abolição, portanto, não é preciso ter pressa, nós não podemos agir com pressa temos que actuar dentro de um processo político que satisfaça a todas as partes", disse à imprensa, na cidade da Praia, citado pelo Africa Monitor. 

De recordar que a Guiné-Equatorial aderiu à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) em 2014, com a promessa de abolir a pena de morte. O país tem um dos piores registos de direitos humanos do mundo. Teodoro Obiang Nguema, o Presidente africano há mais anos no poder, desde 1979, e o seu Governo são acusados por várias organizações da sociedade civil de constantes violações dos direitos humanos e perseguição a opositores.

********************************

DONALD TRUMP 

NOVA AMEAÇA AO IRÃO

O presidente dos Estados Unidos alertou o Irão de que  "sofreria muito" se tentasse interferir nos interesses norte-americanos depois de Washington destacar um porta-aviões e mais aviões de combate num momento de aumento de tensões com o governo de Teerã. "Veremos o que vai acontecer com o Irão. Se eles fizerem alguma coisa, será um péssimo erro", disse Trump a jornalistas na Casa Branca. "Se eles fizerem qualquer coisa, irão sofrer muito." 

Segundo a Reuters, os comentários de Trump aconteceram após os Emirados Árabes Unidos reportarem que quatro embarcações haviam sido sabotadas recentemente  perto do emirado de Fujairah, na imediações do Estreito de Hormuz.Recorde-se que Washington se retirou no ano passado de um acordo de 2015 entre o Irão e outras potências globais que tinha o objectivo de limitar os planos nucleares do governo de Teerã.  Desde então, os Estados Unidos aumentaram as sanções sobre o Irã, com o objectivo de reduzir suas exportações de petróleo a zero.

********************************

BON JOVI E IRON MAIDEN

TURNÊ NO BRASIL

Os fãs de Bon Jovi  podem viajar para o Brasil para assistir os seus shows  agendados para  Recife, no Estádio do Arruda, em 22 de Setembro, em São Paulo, no Allianz Parque  em 25 de Setembro, em Curitiba e na Pedreira do Leminski,  27 de Setembro. Já o Iron Maiden  apresenta-se em mais duas capitais com a turnê Legacy of the Beast: São Paulo, no Estádio do Morumbi, em 6 de Outubro, e Porto Alegre, na Arena do Grêmio, em 9 de Outubro. A abertura será feita pelo grupo de metalcore The Raven Age, que tem entre os seus integrantes o guitarrista George Harris, filho do baixista Steve Harris, do Iron Maiden. De acordo com "O Globo" , quem participa do fã-clube oficial da banda já adquiriu os ingressos a partir do dia 24 de Maio. Já clientes do cartão Ourocard puderam comprar as entradas durante a pré-venda no dia 25 de Maio, pelo site oficial. As vendas para o público geral tiveram início em 29 de Maio, no mesmo horário.  (MSN/Veja.com).

********************************

TAÍS ARAÚJO

RECUSA DE PROTAGONISMO

A estrela brasileira, Taís Araújo, abriu mão do protagonismo  de uma cinebiografia da cientista brasileira Joana D’Arc Félix de Souza  por ter a pele mais clara. A actriz, que também é produtora, decidiu não interpretar mais o papel da pesquisadora de 55 anos que teve uma infância pobre, enfrentou episódios de racismo e conseguiu se tornar PhD em química em Harvard."Eu entendo a ansiedade das pessoas (sobre a nova protagonista) . A única coisa que eu posso dizer é que essa actriz existe, que está no mercado e que não sou eu", defendeu Taís.

Segundo o site "O Globo", ela já tem nomes para a substituir no filme e entre eles constam Dani Ornellas, Erika Januza, Indira Nascimento, Jennifer Dias e Cris Vianna. "Há muitos outros nomes no país todo. Essas são as que me vêm à cabeça porque as conheço pessoalmente", ressalta. Entretanto, Taís Araújo desempenhará  outro papel e  revela que foi convidada para co-dirigir a produção, algo que preferiu não assumir."Tenho desejo de produzir, de conceituar. Já a direcção não é o que mexe comigo", explicou.

********************************

REONI METUTKTIRE

DIGRESSÃO  EUROPEIA

O chefe indígena brasileiro Raoni Metuktire, célebre defensor da Amazónia, começando por Paris, fez uma nova digressão europeia para alertar para a deflorestação de uma região que é conhecida como o "pulmão do planeta". Recebido pelo ministro francês do Ambiente, François de Rugy, o líder indígena tinha previsto também um encontro com o presidente Emmanuel Macron no Palácio do Eliseu, por onde tinha passado já em 2012.  De acordo com "O Globo", a digressão europeia levou-o depois à Bélgica, onde  participou numa marcha pelo Clima, bem como ao Luxemburgo, ao Mónaco, a Itália e ao Vaticano.Foi intenção do cacique de 89 anos recolher um milhão de euros para proteger a reserva de Xingu, que alberga várias comunidades autóctones do Brasil. A deflorestação da Amazónia, que tinha baixado significativamente entre 2004 e 2012, inverteu a tendência no mau sentido em janeiro desde ano, com um aumento de 54% em relação ao mesmo mês de 2018, segundo a ONG Imazon.

********************************

FLÁVIO BOLSONARO

"QUEREM ME SACANEAR"

Uma nota oficial do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) afirmou que o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) tem direccionado os seus esforços para tentar interromper investigações sobre movimentações financeiras atípicas no seu gabinete de deputado estadual no Rio e se recusa a prestar esclarecimentos aos procuradores, embora já tenha sido convidado diversas vezes.Entretanto, numa entrevista exclusiva concedida pelo senador ao Estado,  Flávio afirmou,  que “há grande intenção de alguns do Ministério Público de me sacanear, de mais uma vez colocar em evidências coisas que não fiz”.

Citado pelo "O Globo", ele afirmou também que “alguns pouquíssimos integrantes do Ministério Público estão tentando atacar minha imagem para atacar o governo Jair Bolsonaro. Infelizmente, tem militância política em tudo quanto é instituição e no Ministério Púbico não é diferente”. E acusou o MP de vazar informações sigilosas a seu respeito. Por seu turno, numa nota oficial, o Ministério Público do Rio de Janeiro já repudiou com veemência as declarações de Flávio Bolsonaro”. “O MPRJ reafirma que sua actuação é isenta e apartidária”, assegurou.

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital