VIDA SOCIAL

 
30 de julho 2018 - às 11:55

CASAMENTO DE MEGHAN E HARRY: SHOW REAL E "GUERRA DE TRADIÇÕES"

O casamento do príncipe Harry, da Inglaterra, com uma actriz divorciada rompe barreiras na rígida família real britânica.

Rachel Meghan Markle nasceu a 4 de Agosto de 1981 em Los Angeles (USA) filha de Doria Loyce Raglan afro-americana e de Thomas Markle

 

Dentro do assunto do casamento, o foco foi a noiva: a norte-americana Meghan Markle, feminista, divorciada, que está a ser apontada como o símbolo da busca para renovação da coroa britânica.

Meghan chama a atenção por todos esses factores, e por se colocar como uma pessoa birracial.

Na capela de São Jorge, no Castelo de Windsor. O casamento real aconteceu no dia 19 de Maio de 2018 ao meio-dia na Inglaterra e reuniu 600 convidados, entre as figuras mais importantes da monarquia britânica, como a rainha Elizabeth II, o príncipe Charles e o príncipe William, familiares de Meghan e amigos dos noivos.

Era esperado que o casamento de Meghan Markle e príncipe Harry chamasse a atenção para além dos protocolos reais. Filha de mãe negra e divorciada, a noiva fez questão de chamar o reverendo Michael Bruce Curry, conhecido por se manifestar pela igualdade racial. Ele também é a favor do casamento gay e já se manifestou contra o presidente norte-americano, Donald Trump.

Outro momento que ressaltou a representatividade negra na cerimônia foi a presença do coral gospel "Karen Gibson and The Kingdom Choir", composto na sua maioria por cantores negros. A música escolhida foi Stand By Me, de Ben E. King, também entoada na voz de John Lennon.

Para completar , o violoncelista da cerimónia foi o jovem negro Sheku Kanneh-Mason, de apenas 19 anos. Detalhe: ele foi convidado pela própria Meghan, por telefone, para participar da cerimônia.

Após a cerimónia, o casal saiu em cortejo pelo vilarejo de Windsor, antes de seguir para o almoço oferecido pela rainha, avó do príncipe, e para a festa, mais à noite. Foram seis aias escolhidas para acompanhar o casal real, e entre elas estava a princesa Charlotte, 3 anos, filha de Kate Middleton e príncipe William. Entre os quatro pagens estava príncipe George, 4 anos, irmão de Charlotte.

O VESTIDO - Meghan Markle fez uma escolha surpreendente para subir ao altar. A escolha da ex-atriz foi um vestido da maison francesa Givenchy, que tem como estilista uma inglesa, Clare Waight Keller. A designer também já trabalhou para a Chloé. A noiva estava clássica mas elegante, como era esperado.

O BOLO - O bolo escolhido por Meghan foi de limão, com ingredientes orgânicos, e cobertura de creme de manteiga e decoração de flores frescas. A receita foi da confeiteira Claire Ptak, da padaria londrina Violet Cakes.

A Lady Di estaria orgulhosa da decisão tomada pelo seu filho caçula, Harry, desde que anunciou que iria se casar com Meghan Markle, uma actriz de 36 anos, divorciada e negra. Uma mulher que não corresponde ao perfil que se supunha tempos atrás que deveria ser o de uma pretendente de um príncipe pertencente a uma das grandes monarquias do mundo, a britânica. Mas Harry pertence à geração de nobres do século XXI, para a qual dever e amor são coisas compatíveis.

A ascenção do ser humano negro no mundo representa um novo ciclo de vida inegável, sinais de um novo tempo na humanidade!

Bem Haja ao Duque e a Duquesa de Sussex. 

 

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital