RECADO SOCIAL

 
22 de junho 2018 - às 07:22

POR FAVOR, TENHAM VERGONHA!!

Tenho observado um silêncio barulhento lá para os lados da “trincheira firme” do Bureau Político do Comité Central do “M” quanto a maka do repatriamento dos capitais, embora vão chovendo comunicados a apelar para que tal aconteça. 

 

Mesmo nas marés em que não sintamos vontade nenhuma de participar nas tarefas decretadas pelo Estado para que, cada um na sua “trincheira” levante o seu cajado no sentido de diversificar, sim, a economia e esquecer de uma vez por todas o que nos foi delapidado sem dó nem pena; mesmo com o desejo incontido de andar pra aí a manifestar a nossa indignação colectiva por ainda continuar-se a receber um mísero ordenado; mesmo que saibamos que a onda da tirania, do nepotismo e da tal ditadura das ambições desmedidas da minoria ainda protegida pela impunidade continua; mesmo que desfaleçamos  em cada viagem à procura da verdade da justiça; enfim, mesmo que nos tentem calar a boca, ainda sobra-nos força e uma vontade enorme de, mais cedo do que tarde, mudar este estado da Nação miserável.

Os ventos da mudança  são impossíveis de travar e   todos os dias trazem-nos notícias carregadas de esperança. Aqui e ali deparamo-nos com verdadeiros exemplos da transformação radical do ambiente político que vai influenciando, sobremaneira, outros ambientes desde então irrespiráveis, pútridos, carregados de ar  totalmente poluído por vícios que quase mataram a democracia e derrubaram os pilares do Estado de Direito. A  doce liberdade, a soberania do nosso território, o sistema financeiro, todos os sectores criados para sustentar e organizar a economia comandada pelo Estado, estiveram  em risco de serem atirados para o caixote do lixo da história deste país que desde o dia 11 de Novembro de 1975, teve muitos poucos anos de governação séria,capaz de gerir os recursos imensos do país.

Hoje, compreendo o desespero daqueles que durante quarenta e dois anos andaram a complicar com uma grande dose de hipocrisia e “bajuleirices”  tudo o que alguns verdadeiros militantes do partido no poder tentaram fazer para que um dia o estado de coisas mudasse. Entendo que  alguns do núcleo duro do M tentam trocado de campo, porque terão sido forçados a fazê-lo sob pena de desaparecerem  do circuito de amizades (cínicas), da elite dos generais-empresários todo-o-terreno. Percebo que se sintam algo arrependidos de terem seguido a linha do Chefe influenciado ou chantageado por meia dúzia de supostos “amigos do peito” ou de protectores. Também se percebe que, já na recta final das suas vidas, alguns tentem espiar os seus pecados, a maior parte dos quais mortais, pois com tanta e farta roubalheira de biliões de dólares levaram para a miséria milhões de angolanos, atiraram para o desemprego sessenta por cento da população activa  e terão mesmo espalhado a dor e o luto a centenas de milhar de famílias, devido à falta de hospitais, medicamentos, enfim, de uma assistência médica interna à altura das necessidades de qualquer um ser humano, sem distinção de raças ou credos de qualquer género.

…Tenho observado um silêncio barulhento lá para os lados da “trincheira firme” do Bureau Político do Comité Central do “M” quanto a maka do repatriamento dos capitais, embora vão chovendo comunicados a apelar para que tal aconteça. Quando e quem vai começar a pensar mais seriamente sobre  o assunto nenhum daqueles bravos guerrilheiros e comandantes do passado arrisca em dizer. Com idade suficiente para prever o futuro, que é infelizmente curto  para a maior parte deles, todavia, ninguém sabe ao certo para que projecto económico, agrícola, industrial ou tudo misturado; para que sector, mineiro,espacial,energético, marítimo ou fluvial ( não é para rir) hão-de investir o seu querido dinheiro,  conseguido ou herdado sabe-se lá como.

A verdade é que os da “trincheira” estão todos amnistiados. Isso até fica feio, uma vez que se estão nesta condição é porque cometeram alguma trapalhada. E isto não é bom para os filhos, sobrinhos, netos, enfim, toda a gente com apelido e história do “amnistiado” sai sem honra e glória desta história chata  como repatriador de capitais  que sejam considerados “ILÍCITOS”, no caso. Fica muito feio.Por favor, tenham vergonha! 

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital