DESPORTO

 
6 de maio 2017 - às 06:44

1º DE AGOSTO VAI ETERNIZAR JEAN JACQUES

O melhor basquetebolista angolano de todos os tempos, Jean Jacques da Conceição, vai, finalmente, poder ver eternizado o seu nome, a partir de Agosto próximo, por iniciativa do clube onde se iniciou no jogo da "bola ao cesto", o 1º de Agosto

 

Por iniciativa do clube militar, no dia 1º de Agosto deste ano, o seu nome será atribuído a um dos pavilhões das escolas do clube a ser inaugurado, vendo assim na "lápide",  algo que só vê no eterno "All da Fama" onde passou a figurar desde 2014.

O antigo jogador em entrevista que concedeu, exclusivamente, a estação  televisiva pública em Angola (TPA), revelou que recebeu com grande satisfação a proposta e iniciativa da direcção o 1º de Agosto que apenas tem merecidamente um pavilhão denominado Victorino Cunha, antigo treinador do clube militar.

Jean Jacques escusou dizer se esperava que tal iniciativa viesse da federação ou estruturas superiores  nem frisou se deseja, para já, um dia candidatar-se ao cargo ocupado actualmente por Hélder Cruz "Maneda".

O antigo internacional prefere esperar pelo momento certo, pois, considera que mesmo não estando já no activo, continua indiscutivelmente a ser  o melhor basquetebolista angolano e africano de todos os tempos e prova que viu esta sua notoriedade a disparar ainda mais alto com uma distinção largamente mediatizada no "All da Fama", para o qual foi proposto por jornalistas nacionais - quando devia ser a federação ou mesmo o Ministério da Juventude e Desportos.

 De nome completo Jean-Jacques Nzadi da Conceição, nascido aos 3 de Abril de 1964 em Kinshasa, com 2,02 metros, praticou basquetebol entre 1982 a 2011. Iniciou no 1º de Agosto, passando depois pelo Benfica em Portugal, Unicaja Málaga de Espanha, Limoges em França e Portugal Telecom.

 Conquistou com a selecção nacional de Angola sete Afrobasket, designadamente em 1989, 1992, 1993, 1995, 1999, 2001 e 2003. Representou a selecção também nos campeonatos do mundo de 1986, 1990, 1992,e 1994 e nos Jogos Olímpicos.

 Em 2011, em Antananarivo, no âmbito das comemorações do 50 º aniversário da FIBA África, Jacques foi nomeado o jogador de basquetebol mais valioso do continente. 

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital