Sociedade

 
29/10/2015 18:32:40

MAU USO DAS REDES SOCIAIS

“As grandes naturezas produzem grandes vícios, assim como grandes virtudes” Platão.

«No autocarro...

Uma jovem mãe entra com a cadeirinha do bebé e vai colocá-la no lugar apropriado para estas. E como é justo, foi se sentar. Mas deixou o bebé na cadeirinha e só o seu querido telemóvel a acompanhou até o seu assento.

Numa das curvas acentuadas, o carrinho do bebé vira-se e vai  contra a porta do meio de transporte. Ainha bem que a porta estava fechada. Porque era o bebé e o carrinho a serem cuspidos para fora. A mãe sobressalta-se, mas ainda tem tempo de bloquear o telemóvel e guardá-lo na carteira e depois “mandar vir” com o motorista e outros passageiros do autocarro.»

29/09/2015 11:34:17

UMA ABORDAGEM NECESSÁRIA, SEM PRECONCEITOS A PRÓSTATA E AS INFECÇÕES COLATERAIS

Hoje abordaremos um órgão humano que já foi alvo de muito preconceito e vergonha nos anos 50/60, tudo a respeito do cancro e assuntos colaterais como a disfunção sexual. A masculinidade era gravemente atingida retirando-lhes a ideia de machões,durões e fortes

29/09/2015 10:56:04

OPERADORAS DE RECOLHA DO LIXO NÃO TÊM CAPACIDADE TÉCNICA NEM MORAL

Há 439 anos Luanda foi fundada sob o nome de São Paulo da Assunção de Loanda.Hoje, pode-se arriscar que tenha uma população de cerca de 6,5 milhões de habitantes, transformando-a na terceira cidade da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa  mais populosa, depois de S.Paulo e Rio de Janeiro, deixando para trás cidades como Lisboa (Portugal),Maputo (Moçambique) e Bissau (Guiné Bissau).Cidades como a de  Príncipe (S.Tomé) e Praia (Cabo Verde) têm menos habitantes do que alguns dos seus distritos

29/09/2015 10:54:00

LUANDA ESTÁ DOENTE… NÃO TRATA DO LIXO E DESESPERA

Se existe um problema que pode ser considerado crónico e fatal para a queda dos sucessivos governadores de Luanda ao longo dos últimos quarenta anos, é o lixo e com ele arrastaram-se inúmeros modelos de recolha e tratamento que caíram em saco roto.A maka é tão complicada que num dia que quase ninguém já não se lembra o governo angolano teve que recorrer à cooperação estrangeira (filipina, quem diria?) para resolvê-la, tal era a incapacidade dos “escolhidos” do país resolvê-la

29/08/2015 09:09:24

EMPREGO PARA A JUVENTUDE: LICENCIATURA É SINÓNIMO DE SUPERIORIDADE?

Depois da frequência às Universidades, os jovens angolanos dedicam-se pouco à leitura e à própria cultura do país. Notícias e a vida social em si, tornam-se para eles a última escolha, e o interesse pelas “nossas coisas” vão morrendo dia após dia. Os tempos livres de maior parte dos jovens recentemente formados é ocupado por redes sociais, festas e outras actividades “menos interessantes”. De quinze jovens entrevistados, apenas dois afirmam interessar-se e estarem a fazer activismo social

27/07/2015 10:54:21

REVERENDA DEOLINDA DORCAS TECA “AS IGREJAS ESTÃO SUJEITAS ÀS LEIS DO ESTADO”

Para uma abordagem profunda sobre a proliferação de seitas em Angola conversamos com a Reverenda Deolinda Dorcas Teca, a Secretária-Geral do Conselho das Igrejas Cristãs em Angola, que fez uma abordagem realística da questão e aponta caminhos para se ultrapassar a crise que se vive

27/07/2015 10:42:54

EDUCAÇÃO AUMENTAM OS CASOS DE ASSÉDIO SEXUAL

É cada vez crescente o número de casos de assédio e até mesmo de abuso sexual nas escolas de Luanda. Só nos últimos dois meses registaram-se quatro casos que chocaram a sociedade e que exigem acção das instituições do Estado, no sentido de protegerem os alunos

25/06/2015 10:15:13

INDEPENDÊNCIA DAS EX-COLONIAS PORTUGUESAS QUARENTA ANOS E AINDA FERIDAS E EQUÍVOCOS

O Império de Portugal vingou durante quase 600 anos. Contando com a passagem de Macau para a China (Dezembro de 1999), foram 584 anos em que um povo pobre serviu um poder rico. Primeiro foi o «Ciclo da Pimenta», depois o «Ouro do Brasil» até ao chamado «Ultramar», em que Angola foi a derradeira «jóia da coroa»

25/06/2015 10:06:46

MINORIAS RELIGIOSAS OFERECEM ALTERNATIVAS PORTUGAL É MAIORITARIAMENTE CATÓLICO

As pessoas agarram-se à fé para encontrar soluções para os problemas

25/06/2015 10:03:25

FENÓMENO RELIGIOSO EM ANGOLA A RELIGIÃO COMO FORTE (DES)ESTABILIZADOR SOCIAL

“Buda não era budista… Cristo não era cristão… Maomé não era muçulmano… Eram Mestres que ensinavam Amor. O Amor era a sua religião.”
No meio da controvérsia hoje existente entre as religiões em Angola e  suas variedades, importa desmistificar que a origem da igreja em Angola é muito recente. E, cada vez mais, para não variar, o aparecimento mais acentuado de religiões e seitas religiosas passa não muito pela crença mas por negócio, e mais ainda pelas ditas “globalização” e “aculturação” a que estamos presos nos dias de hoje

25/06/2015 09:59:00

PARA O CORAÇÃO BATER DE NOVO

Especialistas preparam novas medidas para aumentar as chances de sobrevivência depois de uma parada cardíaca

24/04/2015 13:22:41

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE ALTAS FIGURAS EM NEGÓCIOS DA TERRA

A má distribuição da terra nas ilhas de São Tomé e Príncipe não é um fenómeno novo. Desde o início da colonização portuguesa, marcada pelo seu sistema feudal, que o processo de apropriação da terra se caracterizou pela concepção de enormes extensões de terra os Grandes Senhores para o investimento e exploração no cultivo de cana-de-açúcar e da correspondente instalação de engenhos e produção do açúcar

24/04/2015 13:21:43

CABO VERDE MEGA-BURLA E CASOS DE CORRUPÇÃO NA VENDA DE TERRENOS

Está quase incontornável a venda desenfreada de solos em Cabo Verde. É que, a par de um Estado com um reduzido território de 4033 km2, têm surgido vários casos de apropriação indevida de terrenos públicos (destaca-se os 64 hectares da Baía da Fateixa), mega-burla (falsificação da Matriz Predial do Concelho da Praia) e corrupção comprovada através de Tribunais (Câmaras de S.Vicente e Maio). Os praticantes de tais actos são sobretudo autarcas, técnicos municipais, empresários e cidadãos em geral. Na tentativa de melhor fiscalizar esse processo, o Governo acaba de criar alguns organismos centrais de seguimento e controlo do sector Instituto Nacional de Gestão de Solos e Janela Única de Investimento

24/04/2015 13:20:43

ANGOLA: A EFICIÊNCIA QUE SE IMPÕE NA DISTRIBUIÇÃO DE TERRAS

Os grandes movimentos migratórios intra-territoriais davam-se sobretudo do campo para a cidade. Hoje, esta tendência inverte-se por três factores: 1º-Os avanços tecnológicos; 2º- A incapacidade das grandes cidades em realizar o sonho do cidadão que era procurar uma vida melhor e maior conforto; 3º-  A cedência de espaços para  auto-construção e agricultura de subsistência

24/04/2015 13:19:09

ENGº FERNANDO PACHECO A PROBLEMÁTICA DA TERRA NUNCA FOI PACÍFICA

Afinal, a problemática de terras,- mormente a atribuição de terras para o negócio imobiliário e muito pouco para o negocio agro-pecuário é uma questão hoje em evidencia nos diferentes países que integram os Palops- países africanos de língua oficial portuguesa (Angola, Cabo Verde, Guine Bissau, S.Tomé e Príncipe e Moçambique). Em todos esses países que conquistaram as suas independências em 1975, os dirigentes que assumiram o poder rapidamente esqueceram o que prometiam de um melhor aproveitamento da terra em beneficio dos seus países e povos, substituíram em alguns deles a antiga potência colonizadora e tornaram-se autênticos exploradores da terra criando-se situações perigosas que, se nao acauteladas,podem gerar conflitos que perigarão a unidade dos respectivos países.Nesta edição publicamos hoje uma pequena entrevista com o Engenheiro Fernando Pacheco, de Angola e abordagens sobre realidades actuais em S.Tome e Cabo-Verde. É um tema que pela sua importancia nao se esgota nesta edicao pelo que prometemos novas abordagens

1 2 3 4 5 6

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital