País

 
25/09/2014 16:07:22

KUANZA-NORTE FEIRA DO DONDO COM DEFICIENTE PROMOÇÃO

A Feira da vizinha cidade do Uíge já nos orgulha, as de Benguela e Huíla caminham para a excelência, assim gostaria que a Feira do Artesanato do Dondo, no meu Kuanza-nNrte seguisse o mesmo caminho

29/08/2014 14:26:09

CASO KANGAMBA: DECISÃO NAS MÃOS DO GOVERNO DE ANGOLA

Afinal, o processo contra o general Bento dos Santos Kangamba – acusado de ser líder de uma quadrilha internacional de prostituição - com ramificações no Brasil - não está terminado e arquivado. Foi suspenso pela Alta Corte de Justiça brasileira até que o acusado seja notificado em Angola

29/08/2014 14:23:46

RIQUEZAS NATURAIS ÍMPARES: UMA OBRA QUE DEUS DEU

Em 1585 foi criado o presídio de Pungo Andongo, junto às famosas pedras negras, e, em 1620, a capitania de Ambaca instalava a sua sede na confluência dos rios Lutete e Lucala. Os nativos da região foram os Gingas e Bondos idos do Baixo Longa Kassai, nas terras da região do Ndongo e, mais tarde, os Massongos oriundos da costa dos morros do Thala Mungongo. Devido aos direitos costumeiros, estes grupos etno-linguísticos guerreavam-se constantemente e este factor facilitou, sobremaneira, a fixação dos colonos portugueses no século XIX, depois de dominadas várias revoltas dos “gentios”

29/08/2014 14:21:58

MALANJE UM MOSAICO APAIXONANTE

Malanje, capital da província com o mesmo nome, é um verdadeiro Mosaico Cultural. Tem raízes históricas bem fortes nas suas danças tradicionais e, segundo pessoas entendidas na matéria, existe a garantia de que desde os tempos remotos os habitantes da região (na sua maioria gingas), têm o Cacoxe, o Hungo, o Kissanje e a Marimba como instrumentos musicais de grande influência na região, transformando-os nos expoentes máximos que elevam a fama além-fronteiras. Os então colonizadores de Angola, tiraram proveito desta fama secular e qualificaram os seus tocadores como “os marimbeiros de Duque de Bragança”

31/07/2014 09:51:18

“NOVAS CENTRALIDADES” O QUE FALHA?

02/07/2014 19:34:44

PLANEAMENTO REGIONAL E ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO ENTRE TENDÊNCIAS E VOLUNTARISMOS LINHAS DE FORÇA

02/07/2014 19:32:27

FAZER FALAR OS NÚMEROS!

Tão ou mais importante do que realizar um censo populacional, é a capacidade de “dar vida aos números fazendo-os falar”, interpretando de forma quantitativa mas principalmente qualitativa o seu significado

31/05/2014 15:28:14

PRIMEIRO CENSO GERAL DA POPULAÇÃO GOVERNO ARRISCOU SOFREU E GANHOU

Quando em Março de 2013, o coordenador do Gabinete Central do Censo, Camilo Ceita,  considerou estarem reunidas todas as condições técnicas e logísticas para início do censo piloto, tinha garantias absolutas de que  podia verdadeiramente arrancar a 16 de Maio de 2014.Para o efeito, o Estado angolano  concedeu 200 milhões de dólares. A um aparato governamental, que reuniu vários ministérios, designadamente do Plano e Desenvolvimento Territorial, das Finanças, da Administração, e do Interior,  juntaram-se no terreno, todos os governos provinciais,administrações locais, bem como mais de cinquenta mil homens e mulheres de todas as raças, etnias, cores partidárias e credos religiosos.

30/04/2014 07:34:17

PATRIOTISMO E ORGULHO NACIONAL PRODUZIR ANGOLANO, CONSUMIR ANGOLANO

Já existem empresários angolanos com músculo financeiro para concorrerem em todos os domínios, com as grandes multinacionais. E como são angolanos, é natural que tenham direito de preferência em relação aos estrangeiros.
Os representantes dos grandes interesses financeiros mundiais têm de se habituar a esta realidade. Em Angola ninguém troca matérias-primas estratégicas por espelhos e missangas. Muito menos por elogios enganadoresˮ
“José Eduardo dos Santosˮ

30/04/2014 07:12:46

AS ASSIMETRIAS SOCIAIS E OS MILIONÁRIOS ANGOLA CRESCE DE UM LADO E REBENTA DO OUTRO…

Durante estes curtos mas decisivos doze anos de paz, existe unanimidade em reconhecer-se que ``Angola cresceu``, as condições de vida das populações melhoraram em todos os sentidos.

30/04/2014 07:10:44

"O PÃO QUE O DIABO AMASSOU" OS CAMINHOS ESPINHOSOS DA PAZ

Durante mais de três décadas, Angola suportou o pesado fardo da guerra, com todas as suas terríveis consequências decorrentes.O seu tecido social foi estraçalhado sem dó nem piedade, o solo pátrio foi pisoteado por forças militares estrangeiras, as invasões militares constituíram sinais de retardamento da implementação de políticas seguras de reconciliação nacional, enfim, o país transformou-se num cenário em que os próprios nativos eram considerados como ``eternos deslocados de guerra``.Interessa, pois, fazer-se uma pequena cronologia dos acontecimentos políticos e militares para que se tenha uma ideia generalizada do que se passou para que, finalmente, o país se reencontrasse e abrisse os verdadeiros caminhos da paz, da democracia, da reconciliação nacional e do crescimento económico

30/04/2014 07:09:26

ANGOLA: DOZE ANOS DE PAZ FINALMENTE, ABREM-SE TRILHOS DA CONCÓRDIA E DO CRESCIMENTO!

Doze anos são passados desde que as partes em conflito armado violentíssimo acederam a acabar de uma vez por todas uma guerra que ceifou milhares de vítimas, arrancou dos lares milhões de cidadãos transformando-os em refugiados na sua própria terra

29/03/2014 09:36:04

...E FEZ-SE A MAIOR FESTA POPULAR DOS ANGOLANOS

Mais um capítulo da história da maior manifestação cultural de Angola fechou-se com a realização da trigésima-sexta edição do Carnaval, um evento que ocorreu num clima de paz, muitos ritmos e danças,que , segundo opinião geral, saíram melhor valorizadas durante os quatro dias consecutivos do entrudo em toda a extensão do território nacional.A população fez-se presente em massa, numa realização que,por enquanto, surge ainda sob a cobertura do cheque chorudo do Estado, aguardando-se, pacientemente, que certos sectores da sociedade civil considerada "elitista" se envolva para que, também ela, se reveja na maior riqueza que o país tem;o seu povo, a sua história, a sua cultura. De todo modo, o que interessa mesmo é que o Carnaval das grandes massas populares voltou a sair à rua, fez-se a festa do povo e, por alguns momentos, esqueceram-se as etapas mais difíceis que o país vive

29/03/2014 09:26:20

BELARMINO JELEMBI É DIRECTOR GERAL DA ADRA DEFENDE DIVERSIFICAÇÃO DA ECONOMIA ATRAVÉS DA AGRICULTURA

Belarmino Jelembi é Director Geral da Organização não Governamental Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA), há cerca de dois anos. 

29/03/2014 09:24:54

CENSO GERAL DA POPULAÇÃO: Pronto para arrancar

O dia "D" para que uma das maiores empreitadas que o governo angolano lançou para este ano está a chegar e da forma tão célere como o virar das páginas do calendário está a correr, em toda a extensão do território nacional acumulam-se mais certezas do que dúvidas de que será, sim, possível realizar-se o primeiro censo geral da população e habitação entre os dias 16 e 31 de Maio. Duzentos milhões de dólares é o montante que o Orçamento Geral do Estado dispõe para que se saiba, com algum rigor, quantos angolanos existem e como vivem num país com um território estimado em 1.246.700 km quadrados

1 2 3 4

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital