Página Aberta

 
29/10/2015 18:24:23

AMARAL ALEIXO, ANTIGO FUTEBOLISTA “BONS GOLEADORES UNEM TALENTO E MUITO TRABALHO”

Amaral Aleixo, antigo goleador do futebol nacional, entrevistado pela Figuras & Negócios, fala do seu passado, dos craques do seu tempo  e do que pensa sobre o motivo de haver poucos golos actualmente nas competições nacionais.

E, sem rodeios, falou dos clubes, treinadores e dos jogadores que admira desde o tempo colonial aos dias de hoje, assim como teceu contribuições para os Palancas Negras serem cada vez mais fortes. Autoridade para tudo isso ele ostenta, sabendo-se que Amaral Aleixo tem  história no futebol nacional, onde deixou a sua marca. Além de campeão africano em júnior de basquetebol,  no futebol se impos.

Em 1991 militou no Sagrada Esperança da Lunda- Norte, dadas as características que reunia de goleador foi o melhor marcador do Girabola com 23 golos. No ano seguinte, já ao serviço do Petro de Luanda, repetiu o feito, com 20 golos, por isso - a par de Flávio Amado – é um dos que figura atrás do até agora imbatível Carlos Alves, que rubricou 29, pelo 1º de Agosto, em 1980. Atente-se pois à entrevista:

29/09/2015 10:45:52

QUINTINO MOREIRA: A NOSSA PAZ NÃO PODE SER ABALADA COM RADICALISMOS

“Criámos a APN (Aliança Patriótica Nacional) para agregar as pessoas que não se revêem na actual oposição inflamada e agressiva de Direita. mas também não simpatizam com o socialismo democrático do MPLA”.  

Quintino António Moreira é filho de um antigo combatente e veterano de guerra; é o cassula de 12 irmãos, nasceu a 15 de Agosto de 1968, no interior do País na aldeia de Kinzala, município de Dembos, província do Bengo. 

Fez o ensino primário na sua aldeia natal e o ensino secundário na missão Católica dos Dembos. É Licenciado em Direito na opção Jurídico-Política na Universidade “Jean Piajet”. É mestrando em governação e gestão pública na Faculdade de Direito  da Universidade “Agostinho Neto”.

Foi deputado à Assembleia Nacional e membro do Conselho de República na legislatura 2008-2012.Fundador e Presidente do Partido “Movimento Para Democracia de Angola-MPDA” teve a responsabilidade de formar a coligação de  alguns partidos, a denominada “Nova Democracia - União Eleitoral”.

Actualmente preside a força política emergente APN-Aliança Patriótica Nacional. Vamos ver o que acontece depois dele ter, do tipo “atrevido”, fundado a Aliança Patriótica Nacional, nesta entrevista feita por e-mail.

29/08/2015 08:59:42

LUZIA INGLÊS, SECRETÁRIA GERAL DA ORGANIZAÇÃO DA MULHER ANGOLANA: “SINTO QUE CUMPRI O MEU PAPEL”

Luzia Inglês, Secretária-Geral da Organização da Mulher Angolana (OMA) e nacionalista, realçou em entrevista à Revista Figuras & Negócios os ganhos para o país no pós-independência em era de paz bem como frisou a necessidade de continuidade do trabalho que até aqui foi feito, numa abordagem franca que inclui uma incursão pelos tempos de luta armada num cenário agreste em que os guerrilheiros eram movidos pela convicção e verdadeiro sentido de missão.

27/07/2015 10:18:15

MINISTRA DAS PESCAS, VICTÓRIA BARROS NETO A AQUICULTURA É ECONOMICAMENTE VIÁVEL EM ANGOLA

Os dados lançados sobre a produção pesqueira no nosso país configuram um quadro de esperança; ao que parece, depois desta tempestade difícil de ser contornada, a frota capitaneada pela Ministra das Pescas, Victória Barros Neto,  segere o seu rumo sem grandes sobressaltos para que, num futuro muito breve, atraque em bom porto. O objectivo é cumprir o  “Plano Nacional de Desenvolvimento da Pesca Artesanal Marítima e Continental” e o “Plano de Acção para o Desenvolvimento da Aquicultura”, cuja execução iniciou-se em 2014 e tem data marcada para ser cumprido em 2017.
A ministra está convencida de que a “armada” que orienta tem tudo para vencer as batalhas que surjam. Deseja continuar a contribuir para acabar ou diminuir significativamente a pobreza e abrir o leque de oportunidades de emprego no sector das pescas. Fala sobre os projectos do seu pelouro e, em qualquer um deles, refere o desenvolvimento da pesca industrial e artesanal de modo sustentável, bem como o fomento da aquicultura e a sua forte expansão no país. E foi especificamente sobre este subsector das Pescas que a ministra faz uma análise nestas páginas. A aquicultura avança a todo o vapor e com ela deixa-se para trás a fase complicada do arranque. Já é uma realidade palpável e, mais cedo do que tarde, poder-se-á contar com uma vertente de oportunidade de negócios interessantes porque tem um nome que a maior parte os angolanos gosta de ver à mesa com fartura: os cacussos ou mais cientificamente falando: as tilápias.

25/06/2015 09:35:47

MIGUEL TROVOADA: ESTÁ ULTRAPASSADA A FASE DE GOLPES DE ESTADO

O mote fundamental da mesa-redonda de Bruxelas era Terra Ranca, quer dizer que o país está a arrancar. Há esse sentimento. Se não houver fenómenos que perturbem a serenidade que se vive hoje, estou convencido de que estamos no bom caminho.

26/05/2015 14:17:13

José Zecamutchima: “Pela autonomia da Lunda vou até ao caixão”

José Mateus Zecamutchima é o Presidente do Movimento do protectorado Lunda Tchokwe que há sensivelmente 13 anos reivindica a autonomia administrativa e financeira das quatro províncias que integram o reino Lunda (Kuando Kubango, Moxico, Lunda Norte e Lunda Sul), ou seja 8 milhões de habitantes de acordo com dados do último Censo Nacional. Uma pretensão que Zecamutchima diz já ter feito chegar ao Presidente da República, José Eduardo dos Santos, mas sem resposta. Resposta negativa recebeu sim o do Parlamento Nacional, numa acção que Zecamutchima não concorda. Em Página Aberta, ele fala da implantação do Movimento nas províncias, dos vários casos que enfrenta na justiça e jura que levará até ao "caixão o desejo da autonomia da Lunda". Na véspera da entrevista, José Mateus Zecamutchima e sua delegação tinham sido recebidos pelo representante do Secretario Geral da ONU em Angola. Ingredientes suficientes para este processo ter pernas para andar?

24/04/2015 12:48:56

PATRICE TROVOADA, PRIMEIRO MINISTRO DE S.TOMÉ E PRÍNCIPE: -O MEU PAÍS TEM POTENCIALIDADES E FUTURO

Patrice Trovoada, 53 anos, é o actual Primeiro Ministro da República de S.Tomé e Príncipe. É a terceira  vez que ele ocupa esse cargo mas nunca cumpriu um mandato completo, sempre interrompido por problemas internos decorrentes das diversas leituras sobre a democracia no País. Hoje ele assume o mandato depois do seu Partido, ADI, ter conseguido  uma maioria absoluta nas eleições que fez dela a maior força política do arquipélago pelo que Patrice Trovoada  acredita que dessa vez é para valer e está aberto o caminho para, sob a sua direcção aplicar-se as medidas que possam levar S.Tomé e Príncipe a erguer-se no conjunto de estados africanos.Potencialidades, ele reconhece que existem as suficientes para guindar o País, determinação das pessoas também acredita que é alta, daí a razão do seu optimismo expressado numa conversa de quase três horas com o jornalista Víctor Aleixo, depois dos primeiros cem dias de governação do novo executivo santomense.

29/03/2015 06:24:57

CARMO NETO, SECRETÁRIO-GERAL DA UEA: "NEM TODA GENTE QUE ESCREVE UM LIVRO É ESCRITOR"

O Secretário-Geral da União dos Escritores Angolanos (UEA), Carmo Neto, apontou em entrevista à F&N o talento, leitura e criatividade como elementos essenciais para quem quer entrar no mundo das letras

28/02/2015 19:56:54

LUISA FANÇONY, DIRECTORA DA RÁDIO LAC "EM ANGOLA OS JORNALISTAS NÃO ENVELHECEM NA PROFISSÃO"

O actual contexto da comunicação social angolana, o pacote legislativo da comunicação social bem como a dinâmica de trabalho da rádio LAC foram temas colocados à mesa numa conversa franca com Luísa Fançony, directora da referida emissora, uma voz autorizada a falar de jornalismo 

24/01/2015 22:53:54

CRISTINA DUARTE, CANDIDATA A PRESIDENTE DO BAD

Cristina Duarte,Ministra das Financas e do Plano de Cabo Verde eh a unica mulher numa lista de seis candidatos ao posto de Presidente do Banco Africano de Desenvolvimento(BAD),cujas eleicoes ocorrerao em Maio do corrente.Curiosidade:para alem de ser mulher ela tambem eh lusofona,de um Pais que tem o portugues como lingua oficial,dois atributos que aliado ah sua  experiencia e competencia na area financeira fazem dela uma seria candidata que promete,se eleita,transformar a instituicao financeira num porto seguro e fundamental pela revitalizacao de Africa.

Cristina ocupa ha quase dez anos o cargo de Ministra das Financas e do Plano de Cabo Verde,um cargo que lhe permite ter o peso das reformas que se operam naquele Pais onde a sua candidatura ao cargo de Presidente do BAD recebe o apoio e encorajamento da sociedade politica,independentemente das diversas correias de opiniao.Assoberbada com a sua candidatura e com questoes que ainda se prendem com o cargo governamental que ainda ocupa em Cabo Verde,Cristina acedeu falar para Figuras&Negocios respondendo por email ao questionario que  enviamos.

02/12/2014 14:03:23

ISAÍAS SAMACUVA, PRESIDENTE DA UNITA: "ESTA AINDA NÃO É A ANGOLA QUE PRECONIZAMOS"

O Presidente da Unita, Isaías Samacuva está a fazer, uma vez mais, uma digressão por vários países do mundo, segundo ele para contactar amigos do seu Partido e cumprir compromissos internacionais. Nas declarações públicas que fez, Isaías Samacuva não escondeu que o seu Partido quer ser poder já no próximo pleito eleitoral e aproveitou a oportunidade para criticar a política do Executivo liderado pelo Presidente Eduardo dos Santos. Ele não ignora os benefícios da paz hoje visíveis em vários pontos do País mas acha que se poderia fazer muito mais se existisse mais verticalidade e honestidade dos políticos, sobretudo daqueles que têm a responsabilidade de governar Angola.
De Cabo Verde, um dos pontos da sua passagem, Isaías Samacuva acedeu conversar via email com o jornalista e director da revista,   Victor Aleixo. O relato da entrevista:

24/10/2014 12:15:27

YOLA SEMEDO «SINTO-ME UMA MULHER MAIS MADURA»

A cantora Yola Semedo lançou em Luanda o seu novo trabalho discográfico.
Cantora, dançarina, compositora, arranjadora e produtora musical, Yola a menina da voz perfumada, ousada e extrovertida no palco, é tímida e cautelosa nos passos que dá para a internacionalização da sua carreira. Em entrevista a F&N, Yola Semedo, que nasceu em 8 de Maio de 1978, não acha que perdeu tempo para dar o pulo internacional que muitos dos seus fãs reclamam. Ela reconhece que tem um certo medo para «sair da concha», fruto de um proteccionismo familiar que sempre teve. Capacidade, talento, potencialidade não lhe falta mas defende que o pulo só tem de acontecer com suportes materiais bem seguros e reclama para isso um maior protagonismo do Ministério da Cultura de forma que os artistas-e Yola prefere falar sempre em nome colectivo e não individual-avancem com segurança, possam singrar e, em consequência, enaltecer a imagem de Angola.

25/09/2014 15:21:38

CABO VERDE TEM CAPACIDADE DE SE POSICIONAR COMO A PLATAFORMA DE ANGOLA NA CEDEAO

O até então Ministro das Relações Exteriores de Cabo Verde avança, em exclusivo à Revista Figuras&Negócios, que, como membro de pleno direito da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), o seu país tem capacidade de se posicionar como a plataforma de Angola na sub-região, permitindo que produtos e serviços com potenciais de mercado possam ser exportados para este importante bloco económico com mais de 300 milhões de consumidores. Na entrevista que se segue, Jorge Borges destaca ainda as excelentes relações de amizade e cooperação existentes entre os dois países, as grandes oportunidades de negócios na África do Oeste e os esforços diplomáticos em curso para integrar o arquipélago cabo-verdiano no espaço da CEDEAO.

29/08/2014 14:09:42

ARQUITECTA PAULA NASCIMENTO: “AS CIDADES TÊM UMA HISTÓRIA QUE DEVE SER PRESERVADA”

Numa conversa franca em que não fugimos de qualquer assunto Paula Nascimento, arquitecta angolana formada em Londres, aborda a relevância que os profissionais da classe podem ter no país, particularmente em questões que têm gerado muita controvérsia como a conservação do património histórico nacional, desalojamento de populações e qualidade das obras públicas. Dentre vários alertas, a arquitecta chama a atenção para a necessidade de preservação da parte velha da capital do país, frisando que “não se pode criar um país sem história e sem memória

31/07/2014 09:45:19

FUSÃO ENE-EDEL REFORMULAÇÃO DO SECTOR ELÉCTRICO DE ANGOLA

João Moreira Pinto Saraiva é o Coordenador da Direcção do Programa de Transformação do Sector Eléctrico (PTSE). Em entrevista a Figuras & Negócios, ele aborda a situação do sector, bem como dos programas do Executivo para responder a demanda de energia no país. João Saraiva é um profundo conhecedor do sector onde está desde 1989. Engenheiro de profissão, ele já foi secretário e mais tarde Ministro da Energia e Águas de Angola

1 2 3 4

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital