Economia & Negócios

 
24/12/2013 17:13:31

Oleoga: 5 ANOS A PRODUZIR AZEITE

24/12/2013 17:02:55

MELHORIAS EM PORTUGAL E NA EUROPA

Portugal assinala um crescimento dos sinais positivos da sua economia, muito embora as melhorias não se sintam pelos portugueses, quer nos rendimentos, quer na percepção do desempenho económico.

24/12/2013 17:01:58

DESEMPENHO DA ECONOMIA ANGOLANA E PERSPECTIVAS EM 2014

Com receitas e despesas na ordem de Kz 7.258,38 mil milhões, a aprovação do Orçamento Geral do Estado para 2014 ocorreu num ambiente de confiança sobre o futuro da economia nacional.

24/12/2013 17:00:40

OS 200 PRIMEIROS BANCOS AFRICANOS EM 2013

O confrade Jeune Afrique publica anualmente a lista, com os resultados alcançados, dos duzentos principais bancos africanos.

24/12/2013 16:53:46

O MOMENTO DA BANCA AFRICANA

O crescimento retona nos países africanos. Mas para ser consolidado, ele deve ser acompanhado por uma bancarização massiva das populações, uma prioridade à inovação e a uma melhor governação

01/12/2013 18:13:28

IRLANDA SURPREENDE E REGANHA «INDEPENDÊNCIA»

A União Europeia (UE) e a Zona Euro continuam em bolandas. Porém, há dados positivos, como a situação em Itália, num contexto de alguma confusão reinante.

01/12/2013 18:11:03

OGE 2014 CERTEZAS PARA A ESTABILIDADE ECONÓMICA

A aprovação do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2014, decorreu num ambiente de certeza em relação ao futuro da economia angolana.

01/12/2013 18:09:58

A APOSTA NO KWANZA

Os últimos avanços do ponto de vista da organização económica com destaque para  o  sector financeiro tem evidenciado um papel importante no relançamento e desenvolvimento da economia angolana.

30/10/2013 09:12:30

PORTUGAL TREME MAS AINDA NÃO CAIU

30/10/2013 09:10:37

Brasil: A ECONOMIA ENTRE A CRUZ E A ESPADA

Analistas de mercado e o FMI afirmam que os próximos anos serão bem difíceis do  ponto de  vista  económico para o maior país da América Latina, mesmo com  uma série de  eventos  esportivos que  alavancam a infra-estrutura

30/10/2013 09:09:29

Investimento para o desenvolvimento ANGOLA CONSOLIDA POSIÇÃO NA SADC

O continente africano vive um período muito particular da sua história, fase essa que marca  a viragem de décadas  por conflitos, com inúmeros países a enfrentarem o desenvolvimento económico e  reforço institucional.

05/10/2013 10:14:55

CORREDORES DE DESENVOLVIMENTO COMO MOLAS IMPULSIONADORAS DE ANGOLA

Os corredores de desenvolvimento constituem um dos eixos do programa de desenvolvimento do sector dos transportes. Resulta pertinente "ab initio" que quando falamos de corredores de desenvolvimento centrarmo-nos numa realidade que só faz sentido e só tem efeitos práticos quando associamos ao território as redes de transportes e a rede de logística que viabilizam as comunicações e promovem o crescimento da economia. Num tempo em que, cada vez mais, se tornam claros os riscos da valorização excessiva das análises do curto prazo em detrimento de avaliações mais demoradas e complexas, mas também desejavelmente mais serenas no estudo do sentido e do modo a imprimir às soluções do futuro, onde a tónica do desenvolvimento económico e social a longo prazo deve ser privilegiada, vale a pena atentar nos problemas do presente e na reflexão acerca das melhores soluções, sobretudo das que condicionam o crescimento e a melhoria sustentável da qualidade de vida e do progresso.

05/10/2013 10:14:18

RECURSO A PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS E CONTRATOS SWAP

05/10/2013 10:12:00

COLAPSO NA ESTRATÉGIA DO PETRÓLEO EM ANGOLA!

Na década de 90 do século passado, alguns técnicos superiores e assessores da área dos petróleos de Angola, (alguns pertencentes mesmo à SONANGOL) alertaram para a necessidade de se constituírem reservas de bruto de forma a melhor Angola poder enfrentar as vicissitudes internacionais

04/09/2013 09:00:02

A EUROPA ESTÁ A ACORDAR

Quando poucos esperavam, surgiram os primeiros sinais de retoma económica na Europa e Portugal assinalou uma primeira acção de inversão do ciclo recessivo. Políticos e analistas afirmam ser ainda cedo para festejar. Sobretudo em Portugal, onde o ganho é escasso e diz respeito a uma ligeira evolução face ao período anterior, continuando em quebra face a período homólogo.

4 5 6 7 8 9 10 11

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital