Economia & Negócios

 
06/05/2017 06:30:35

ANGOLA, DESCASCADA!

A Lei de Bases de Florestas e Fauna Selvagem (Lei n.º 6/17), que entrou em vigor a 24 de Janeiro de 2017, e que estabelece as normas que visam garantir a conservação e o uso racional e sustentável das florestas e da fauna selvagem existentes no território nacional e, ainda, as bases gerais do exercício de actividades com elas relacionadas configura-se como uma derradeira oportunidade de evitar mais um descalabro/delapidação de um significativo recurso económico (possivelmente o mais significativo a seguir ao petróleo), que é muito mais do que isso pois é, verdadeiramente, o mais relevante património nacional, tal são as distintas dimensões que a floresta representa e que nos “obriga” perante as gerações futuras. Pode ser que sim ou, talvez não

06/05/2017 06:29:35

VALORIZAÇÃO DA PRODUÇÃO INTERNA

Um dos principais temas de destaque internacional é a questão do petróleo como recurso estratégico fundamental ao dispor dos estados. As perspectivas para economia nacional em 2017 estão associadas como um ano difícil face a baixa do preço do petróleo que se situou perto dos 46 USD. Esta queda acima dos 70% do preço do petróleo fomenta tensões nos mercados internacionais principalmente nos países produtores desta matéria  prima

06/05/2017 06:28:10

FILDA EM CRISE: FIL E FUNCIONÁRIOS ABANDALHADOS

A FILDA (Feira Internacional de Luanda), veio se mostrando há cerca de 33 anos, a maior amostra de produtos e serviços do empresariado nacional e internacional, em Luanda

06/04/2017 16:03:19

INFLAÇÃO DA EUROZONA ALCANÇA VIRTUALMENTE O OBJECTIVO DO BCE

Pela primeira vez em quatro anos, em Fevereiro, a inflação na Eurozona cresceu acima dos 2%, passando a meta do Banco Central Europeu. Em Janeiro, a progressão situou-se em 1,8%

06/04/2017 16:00:43

A ECONOMIA INFORMAL NOS PAISES AFRICANOS

A integração das economias africanas e a literatura da economia informal dão ênfase à relação entre economia informal e o desenvolvimento económico. Esta ligação indica que os constrangimentos daí decorrentes, penalizam não só o Estado como os agentes económicos, trabalhadores e consumidores

06/04/2017 15:59:36

PRODUÇÃO DE TOMATE DILUÍDA EM PRAGA AGRESSIVA

Benguela, uma província que produz 30 toneladas em cada um dos cerca de dois mil hectares disponíveis para o tomate continua à procura de soluções. Especialistas temem que a fábrica de concentrado de tomate possa não ter matéria-prima. Também o Namibe, outro grande produtor, está a ser afectado 

06/04/2017 15:58:28

BENGUELA: SAL COM SELO MILIONÁRIO À CAMINHO DA EXPORTAÇÃO!

Unidades de produção com tecnologia de ponta indicam que Angola volta a espreitar o mercado das exportações, de onde saiu há vários anos. Benguela, a província líder na oferta, continua a mostrar os seus argumentos, surgindo a Cidade do Sal como um trunfo incontornável. A ministra das Pescas testemunhou a apresentação de um projecto milionário, delineado para etapas que garantirão sal e postos de trabalho 

06/03/2017 12:14:21

BREXIT JÁ FAZ TREMER O REINO UNIDO

Aproxima-se a data para o Brexit e as avaliações e perspectivas mantém-se pouco animadoras, sobretudo para o Reino Unido. Para discurso interno, o Governo britânico salienta a determinação em conseguir os objectivos que levaram à vitória no referendo. Mas, o discurso, dos ainda parceiros, é outro

06/03/2017 12:12:46

AS REPERCUSSÕES DO OGE 2017

O Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2017 decorreu num ambiente optimista, na medida em que as projeções de conjuntura publicadas pelas principais agências financeiras internacionais, referem que Angola passará por um ciclo recessivo em 2017

06/03/2017 12:11:39

AS TEIAS DO COLAPSO FINANCEIRO MUNDIAL

Enquanto responsáveis políticos, empresários, estudiosos ou meros cidadãos acompanhamos, com maior ou menor atenção, as peripécias associadas às “crises” financeiras que, desde 2008, agitam os mercados, as economias e as sociedades, num gigantismo que ninguém ficou incólume ou indiferente

01/02/2017 18:59:05

INTERVENÇÃO DO BCE ALVO DE PRESSÕES ALEMÃS

A economia da Zona Euro está a conhecer melhorias. Embora a progressão não seja global, o Ministro alemão das Finanças voltou a apelar aos responsáveis do Banco Central Europeu que moderem as operações de financiamento. A banca italiana merece agora maior atenção

01/02/2017 18:54:54

BODIVA EM ACÇÃO

Apesar dos avanços recentemente ocorridos no domínio da política de diversificação económica implementada com o surgimento da crise internacional, os resultados esperados não são ainda visíveis, por exigirem mobilização considerável de recursos humanos, tecnológicos e financeiros, e o incremento da curva de experiência nos segmentos das indústrias nascentes. Nesta perspectiva, a redução da dependência do sector petrolífero, está associada à combinação de três factores chave - diversificação da base produtiva nacional; diversificação das fontes de financiamento; fortalecimento do sector privado. Equacionar as três dimensões referidas, permitirá não só, criar riqueza, como também estender oportunidades aos cidadãos e às empresas de forma sustentada

26/12/2016 07:59:14

OMANGU YEYI!

“Omangu yeyi” é uma expressão em umbundo (uma das línguas nacionais angolanas) que significa “sente-se se faz favor”! É o que se me apraz dizer, porque a procissão ainda agora vai no adro, quando procuramos conjecturar o futuro de Angola: como e quando se ultrapassará a crise, esta crise associada à queda do preço do petróleo. Qual o papel que se aguarda/pretende no concerto das nações africanas? Mas, estaremos à altura? Ou temos de esperar sentados (nós e a próxima geração) para não nos cansarmos e viver o suficiente, para assistirmos ao advento da nova era, a era do pós-petróleo?

01/12/2016 19:18:57

SEGUNDO ESTUDO DA DELOITTE BANCA ANGOLANA RESILIENTE

Em 2015, o volume de activos agregado das instituições financeiras angolanas incluídas na 11ª edição do estudo1 Banca em Análise da Deloitte, lançada no início de Novembro, fixou-se nos 7.512 mil milhões de Kwanzas (AKZ). O resultado líquido total dos bancos em análise registou um crescimento de cerca de 19% no mesmo período, para os 116.512 milhões de AKZ2, valor que incorpora a valorização dos activos e passivos em moeda estrangeira ao câmbio oficial. Na posição relativa entre os cinco maiores bancos do mercado angolano1, o BPC continua a liderar a lista com um activo total de 1.339 mil milhões de AKZ, seguido pelo BFA, BAI, BIC e BPA. Os cinco maiores bancos representam 69% do total do activo dos bancos em estudo e o seu activo registou um aumento de 12% face ao ano anterior 

01/12/2016 19:17:10

BREXIT DOMINA A ECONOMIA EUROPEIA

O Eurostat revelou dados animadores da economia, quer no crescimento do PIB, quer no emprego. No entanto, o  organismo estatístico europeu reviu em baixa as perspectivas para 2017. A instabilidade criada com o processo de saída do Reino Unido deverá trazer constrangimentos e travar o investimento

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital