Economia & Negócios

 
30/07/2018 11:31:26

REFINAÇÃO DE COMBUSTÍVEIS EM LUANDA SONANGOL E ENI INVESTEM USD MILHÕES

Duzentos e vinte milhões de dólares (USD 220 MILHÕES) estão a  ser investidos  para manutenção geral e aumento da produção de gasolina na refinaria de Luanda , segundo acordo assinado a 13 de Junho passado entre a Sonangol e a ENI

30/07/2018 11:29:54

CONDIÇÕES JURÍDICAS PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO ESTÃO CRIADAS

Com a recente aprovação da lei da concorrência, o país deu um passo importante rumo ao crescimento e desenvolvimento económico, ou seja, a aplicação desta lei e a implementação da arquitectura institucional associada, orientará o comportamento futuro dos agentes económicos quer sejam públicos quer privados, no sentido do aproveitamento racional das forças de mercado

22/06/2018 06:47:35

CASTEL ASSINA ACORDO DE EXPORTAÇÃO PARA MOÇAMBIQUE INTERNACIONALIZAÇÃO DA CERVEJA CUCA PROSSEGUE

A Cuca ou Cuca BGI é uma marca de cerveja fabricada pela Companhia União de Cervejas de Angola. É uma marca de cerveja  pertencente ao GRUPO CASTEL Angola. Entretanto, a cerveja Cuca nasceu no ano de 1947, sob a designação CUCA-Companhia União de Cervejas de Angola, SARL, com um capital de 5 mil contos, sendo uma empresa filha da Central de Cervejas portuguesa. Em 1976  foi nacionalizada, após a tomada de posse da Comissão de Reestruturação do sector cervejeiro. É fabricada em Luanda e na Catumbela, no município do Lobito, na província de Benguela. A produção em Benguela ascende as 60 mil grades por dia. 

22/06/2018 06:45:34

ANGOLA DESTACADA NO ÂMBITO DAS BOAS PRÁTICAS AMBIENTAIS BIOCOM DISTINGUIDA COM PRÉMIO INTERNACIONAL

A Biocom – Empresa angolana de Bioenergia, foi recentemente  distinguida com o prémio internacional "Energy Globe National Award Angola", na categoria “Fire” que cataloga a produção de energia com eficiência e de forma sustentável.

23/05/2018 08:50:01

REFORÇO DA SOLIDEZ DO SISTEMA E DAS REGRAS DE BOA GOVERNAÇÃO... OS DESAFIOS DA BANCA NACIONAL

Com a crise económica, é hoje indiscutível a aposta comercial estratégica do sector bancário nos segmentos de Pequenas e Medias Empresas(PME’s) e micro-empresas. Este tipo de clientes manifesta uma avidez por produtos bancários, e estão hoje associados a maiores rentabilidades esperadas e índices de fidelização mais interessantes que os restantes segmentos de crédito. Existem a nível nacional muitos pequenos produtores e micro empreendedores que realizam actividade produtiva e que precisam de financiar a expansão das suas actividades

08/05/2018 11:24:11

OGE 2018: MUITOS CORTES NOS SUBSÍDIOS E AUMENTO DE IMPOSTOS CONTENÇÃO DE GASTOS É A SOLUÇÃO

O Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2018, decorreu num ambiente hostil, na medida que as projecções de conjuntura publicadas pelas principais agências financeiras internacionais, referem que Angola passará por um ciclo recessivo em 2018. Com a dívida pública a atingir 60% do Produto Interno Bruto (PIB), o OGE  para 2018 foi aprovado com receitas e despesas globais de 9.658 biliões de kwanzas, receitas fiscais de 4,4 trilhões de Kz que corresponde a 18,4% do PIB, um défice fiscal na ordem dos 2,9% do PIB

03/04/2018 07:35:18

IMPORTÂNCIA DOS IMPOSTOS NA ECONOMIA

Em 2016, entre impostos directos e indirectos, o Estado arrecadou mais de  710 mil milhões de  kwanzas. A maior parte da receita fiscal arrecadada pelo Estado, derivou dos impostos à indústria petrolífera, como são os impostos imposto sobre o rendimento do petróleo (IRP), imposto sobre a produção do petróleo (IPP); imposto sobre a transacção do petróleo e receitas da concessionária nacional

06/09/2017 08:11:15

ECONOMIA DA UE COMEÇOU A RECUPERAR

As economias da União Europeia e da Zona Euro dão sinais de recuperação. De acordo com os dados do Eurostat, organismo estatístico do bloco europeu, os ganhos verificam-se tanto na comparação homóloga como na em cadeia

06/09/2017 08:10:10

OS GANHOS DA FILDA 2017

Com uma área estimada de 16 mil metros quadrados, a Feira Internacional de Luanda (FILDA) realizou-se na Baía de Luanda com o lema “Diversificar a economia e potenciar a produção nacional, visando uma Angola auto-suficiente e exportadora"

29/07/2017 07:34:21

NEGÓCIOS COM RECURSO A PARCERIAS PÚBLICO-PRIVADAS

A economia nacional registou em 2016 uma taxa de crescimento na ordem de 1,1%, muito aquém do esperado devido à crise financeira proveniente da queda do preço do barril de petróleo. Para este ano, as previsões do FMI apontam para taxas de crescimento de 1,3%, contrapondo a projecção do Governo angolano, que estimou em 2,1%

08/06/2017 06:05:35

ECONOMIA DA UE MELHORA

A economia europeia está a crescer e as previsões da Comissão Europeia são para que 2017 seja o quinto ano consecutivo de melhoria. Apesar do desempenho, a subida da inflação ainda está aquém da meta de 2%, estabelecida como objectivo do Banco Central Europeu. Até lá mantém a sua política de estímulos

08/06/2017 06:03:58

APOSTA NO SECTOR DIAMANTIFERO

Previsões do Banco Mundial apontam que a economia mundial deverá crescer 2,7% em 2017, considerando uma melhoria moderada em relação ao ano de 2016 que atingiu taxas de 2,3%. Para a economia nacional espera-se um crescimento na ordem dos 1,3% a contar com a melhoria de desempenho de algumas variáveis macroeconómicas e contenção da massa salarial conforme recomendação do Fundo Monetário Internacional (FMI)

08/06/2017 06:02:11

FERTILIZANTES A CAMINHO DE UM MERCADO SEM SEMENTES UMA INDÚSTRIA À ESPERA DE SUPLEMENTOS

Engenheiro agrónomo diz que empresas públicas gastaram USD 1.500.000 nos últimos anos, mas Angola continua a ter problemas com sementes agrícolas, extensivos à qualidade, chegando a importar de um país que andava de mãos estendidas  

06/05/2017 06:30:35

ANGOLA, DESCASCADA!

A Lei de Bases de Florestas e Fauna Selvagem (Lei n.º 6/17), que entrou em vigor a 24 de Janeiro de 2017, e que estabelece as normas que visam garantir a conservação e o uso racional e sustentável das florestas e da fauna selvagem existentes no território nacional e, ainda, as bases gerais do exercício de actividades com elas relacionadas configura-se como uma derradeira oportunidade de evitar mais um descalabro/delapidação de um significativo recurso económico (possivelmente o mais significativo a seguir ao petróleo), que é muito mais do que isso pois é, verdadeiramente, o mais relevante património nacional, tal são as distintas dimensões que a floresta representa e que nos “obriga” perante as gerações futuras. Pode ser que sim ou, talvez não

06/05/2017 06:29:35

VALORIZAÇÃO DA PRODUÇÃO INTERNA

Um dos principais temas de destaque internacional é a questão do petróleo como recurso estratégico fundamental ao dispor dos estados. As perspectivas para economia nacional em 2017 estão associadas como um ano difícil face a baixa do preço do petróleo que se situou perto dos 46 USD. Esta queda acima dos 70% do preço do petróleo fomenta tensões nos mercados internacionais principalmente nos países produtores desta matéria  prima

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital