África

 
30/01/2016 16:41:43

A INDÚSTRIA MEDIÁTICA AFRICANA A SUL DO SAHARA

O ambiente actual da indústria mediática no continente africano é, no mínimo, vibrante e de grande amplitude: do mais vibrante e cintilante ao mais desolador, das grandes produções – novelas “afros” - dos noticiários recheados, aos padres e aos polícias, ou seja, do frenesim das bolsas aos programas religiosos e baseados em crimes e historietas banais, que em alguns países do continente têm o nome pomposo de “segurança nacional”. Onde ainda na década anterior, na maioria das cidades africanas (antes das reformas estruturais “liberalizantes”), havia um jornal, alguns canais de rádio e 2 canais televisivos (tudo do Estado), hoje existem dezenas ou centenas de empresas que competem entre si.

23/12/2015 07:42:34

CABO-VERDE UM BARULHO JUSTIFICADO À VOLTA DA TAXA ECOLÓGICA

A taxa ecológica é uma taxa que, num mundo “verde” que almejamos, não teria razão de existência. Este mundo, infelizmente, ainda está longe de ser uma realidade.

26/11/2015 19:31:05

FIM DO SURTO DE ÉBOLA EM ÁFRICA

O surto de ébola em África, que já provocou mais 11 mil mortos desde Dezembro de 2013 a esta data, está no fim. O anúncio é da Organização Mundial de Saúde (OMS), ao declarar que os dois países mais afectados pelo vírus no oeste africano – Libéria e Serra Leoa- estão livres dessa epidemia. Já a Guiné Conacri, que foi o primeiro atingido por essa febre hemorrágica, segue o mesmo caminho com registos de casos residuais. 

26/11/2015 19:29:58

CONGO BRAZZAVILLE NGUESSO E AS AMEAÇAS DE DESOBEDIÊNCIA CIVIL

Depois de referendar a constituição, o presidente Denis Sassou Nguesso, poderá enfrentar movimentos de contestação à autoridade do Estado. Tradicionalmente dividida, a oposição, que fala de “golpe de estado constitucional”, parece encontrar motivos para a unidade de acção contra o poder político. A sociedade civil organiza iniciativas para a “desobediência civil” para evitar a instalação da “dinastia” no país.

29/10/2015 19:00:55

GUINÉ-BISSAU NOMEAÇÃO DE NOVO GOVERNO FAZ ADORMECER A CRISE!

Está finalmente em funções o novo Governo da Guiné-Bissau chefiado pelo veterano Carlos Correia. O longo tempo que se levou para formar este executivo do PAIGC de 29 membros - saído da crise de dois meses provocada pela queda da anterior equipa do ex-Primeiro-ministro Domingos Simões Pereira -, confirma que as feridas políticas permanecem abertas. Para observadores no terreno, é previsível que o clima de tensão política venha explodir dentro em breve, com as investidas do maior partido da oposição – PRS - e de alguns deputados desavindos do PAIGC durante a aprovação do Orçamento Geral do Estado e do Programa do Governo no parlamento. Mas os holofotes estão agora virados para o Presidente da República, José Mário Vaz, que tem sido apontado por analistas locais como sendo o principal factor da instabilidade político-constitucional que se vive no país de Amílcar Cabral

29/09/2015 11:23:46

COSTA DO MARFIM REGRESSO À “AUTENTICIDADE”, ELEIÇÕES E ESPECTRO DA GUERRA

Partidários do ex-presidente da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, recorrem à violência para contestar a candidatura do chefe de estado cessante, Alassane Ouattara, às presidenciais de 25 de Outubro. O mesmo pretexto que levou o País à guerra entre Novembro 2010 a Maio 2011 está a ser invocado, o de que o potencial estadista deve ser marfinense de gema. Trata-se duma visão condensada no conceito de “autenticidade” (“ivoirité”) que põe em causa a nacionalidade de Alassane Ouattara, a quem políticos e activistas pro-Gbagbo atribuem a origem burkinabe. Para prevenir conflitos, tropas da missão da ONU (ONUCI) e efectivos do exército nacional e da polícia deverão garantir a segurança do processo eleitoral 

29/09/2015 11:22:29

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE: PREPARAÇÃO DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE 2016

Há pouco menos de dez meses das eleições presidencias de 2016 em São Tomé e Príncipe, já são notórias as movimentações políticas com vista à formalização de candidaturas para o referido acto eleitoral, que contará com o apoio técnico e financeiro do Governo de Timor Leste

29/09/2015 11:20:18

FURACÃO FRED FUSTIGOU CABO-VERDE VEM A BONANÇA COM BARRAGENS CHEIAS DE ÁGUA

Vem a bonança depois do furação Fred e a Onda Tropical que, entre final de Agosto e primeira semana de Setembro, fustigaram Cabo Verde. É que apesar de terem causado alguns prejuízos materiais sem perdas em vidas humanas nas ilhas orientais e mais a sul do arquipélago, essas tempestades deixaram para a agricultura de regadio mais de 47 milhões de metros cúbicos de água nas sete barragens construídas recentemente pelo Governo. Serviram ainda para renovar a esperança dos agricultores quanto ao novo ano agrícola e resolver a situação gritante de falta de pastos para gado por causa da seca do ano passado que assolou o país 

29/08/2015 09:39:51

QUE MAL FEZ O LEÃO CECIL?

Angola acolherá em Setembro, na Província do Kuando Kubango,a conferência regional de procuradores africanos para abordar a caça furtiva no continente, numa altura em que está em cima da mesa a crueldade que foi a morte por assassinato, do leão Cecil, o mais querido da África, uma atitude que recebeu comoção mundial. O actor da proeza foi um dentista americano, Walter Palmer, cujo hobby é caçar mas que, com isso, virou vilão global.

Cecil, o mais querido leão entre os turistas que visitam a África, macho alfa de um bando que vivia numa área protegida do Zimbabwe, foi morto por Walter Palmer após ter sido torturado.

O Governador do Kuando Kubango, Higino Carneiro, ao fazer o lançamento da reunião internacional na sua provincia referiu que a caca furtiva constitui um problema em Africa,particularmente o abate indiscriminado de elefantes e rinocerontes para o trafico de marfim. A ONU, alias, estima em centenas de milhares de milhões de dólares as perdas anuais por crime ambiental,que compreende a fauna e flora, a extracção de madeira, caca ilegal e o tráfico de uma grande variedade de animais. Mas falemos da história que vitimou o leão Cecil

29/08/2015 09:35:03

BURUNDI:NKURUNZIZA FERE EQUILÍBRIO ÉTNICO NA GESTÃO DO ESTADO

Já se fazem sentir as consequências da briga de Pierre Nkurunziza por um terceiro mandato, após reeleito em Julho. Fricções entre apoiantes e opositores do regime atiçam assassinatos de militares e civis, perseguição, silenciamento da imprensa. Mais de 70 jornalistas preferiram o exílio. Quebrou-se o equilíbrio conseguido entre hutus e tutsis, que consistia na representatividade nos órgãos do poder, à luz dos acordos de Arusha (no ano de 2000). A diplomacia africana e a ocidental temem o regresso às hostilidades, à semelhança do Rwanda dos anos 90

29/08/2015 09:33:48

CABO VERDE NOVOS TEMPOS NOVAS EXIGÊNCIAS

Cabo Verde é, hoje, um País de Desenvolvimento Médio (PDM). Olhando para o passado, trata-se de um feito notável que resulta do esforço de todos os cabo-verdianos e, em particular, de dois marcos relevantes: 5 de Julho de 1975, quando Cabo Verde alcançou a liberdade da Pátria, e 13 de Janeiro de 1991, quando foi alcançada a liberdade na pátria

27/07/2015 11:00:23

RWANDA: MANOBRAS DE KAGAME PARA CONTORNAR A CONSTITUIÇÃO

Suspensão das emissões da BBC em língua local, promoção de petições a favor da candidatura às presidenciais de 2017, eis algumas manobras atribuídas a Paul Kagame. À luz da constituição, o actual chefe de Estado do Rwanda está proibido de recandidatar-se. Os seus apoiantes, entretanto, invocam os visíveis resultados no domínio social e da economia para justificar a reforma da lei fundamental. Outros falam de imaturidade política dos líderes emergentes que seriam incapazes de gerir o país depois de Kagame

27/07/2015 10:59:21

SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE O SONHO DO PETRÓLEO

Pela primeira vez, em 1876 era despertado o interesse pela pesquisa do petróleo em São Tomé e Príncipe. Uma carta do primeiro governador do banco, Francisco de Oliveira Chamiço, dirigida ao ministro e secretário dos negócios da marinha e ultramar propunha a prospecção do petróleo, face aos vestígios superficiais encontrados em duas localidades do país. Ubá-budo e Morro Peixe. Entretanto só em 1972, noventa e seis anos depois, foi materializada sem sucesso a primeira prospecção nas rochas de origem vulcânica.

27/07/2015 10:57:27

CABO VERDE CELEBRA 40 ANOS DA INDEPENDÊNCIA OS PROGRESSOS E DESAFIOS A PENSAR NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES

Os jovens precisam de conhecer a história de como foi possível transformar um país dado por inviável, quando ascendeu a independência, no dia 5 de Julho de 1975, para um país de rendimento médio (PRM) neste momento. É sob este signo que a República de Cabo Verde (RCV) está a celebrar, com pompa e circunstância, os 40 anos da sua existência enquanto Estado livre e soberano – o festejo da efeméride prossegue até final de Setembro próximo. Entretanto, tanto a presidente do PAICV no poder (Janira Hopffer Almada) como o líder do MpD na oposição (Ulisses Correia e Silva) têm posições críticas quanto aos complexos desafios que o país tem ainda por vencer. Todos concordam que o Governo que sair das eleições de 2016 devem trabalhar para acelerar o crescimento económico no actual contexto da crise mundial, diminuir o desemprego que afecta sobretudo os jovens e combater a insegurança interna

25/06/2015 10:18:13

BURUNDI CAÇA ÀS BRUXAS E MASSACRES EM VISTA

No Burundi, há sinais de convulsão semelhantes aos massacres dos anos 90: perseguição contra a velha guarda dos serviços secretos, intimidação da oposição pelos membros da ala juvenil do partido no poder, praticamente convertida em covil de milícias. Polícias e militares desertam. A elite política e cérebros emigram em massa. Os germes de uma rebelião estão visíveis, enquanto o presidente cessante Pierre NKurunziza se recusa a abandonar o poder

1 2 3 4 5 6 7 8

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital