África

 
5/8/2018 11:34:43 AM

PROCESSO DE GENOCÍDIO CONTRA ALEMANHA PODE AVANÇAR…

Os representantes dos  grupos étnicos da República da Namíbia, Herero e Nama,  exigem da Alemanha  uma recompensa pelo genocídio cometido durante a colonização. Em Janeiro, líderes tradicionais da Namíbia, através dos seus advogados, apresentaram formalmente uma queixa contra a Alemanha num tribunal dos Estados Unidos da América, exigindo uma indemnização, dando-se deste modo o início de um processo que deverá ser longo. Para já, vai se discutindo a hipótese  de se intentar uma acção colectiva contra o Estado alemão

5/8/2018 11:31:56 AM

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO GOVERNO FORJA FRICÇÕES ENTRE IGREJA E OPOSIÇÃO

Confrontado com manifestações a exigir “eleições jᔠe a renúncia do chefe de Estado, Joseph Kabila, o governo do Congo-Kinshasa acusa a oposição de manipular fiéis católicos. O regime lançou o lema “mortes zero” para simbolizar o cunho pacifista e humano de actuação das forças de ordem e segurança face aos manifestantes. Debalde: acabou por não se livrar das responsabilidades pela morte dos participantes nas marchas por balas reais. A Conferência Episcopal Congolesa (Cenco) reitera engajamento na luta por um estado de direito. No entender da oposição, Kinshasa pretende distrair os cidadãos e desviar a atenção do problema central da crise

5/8/2018 11:29:55 AM

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO REGIME DE KABILA SEM RUMO E SEM ALIADOS

Isolado no próprio país e no mundo, Joseph Kabila dialogou com líderes da região tentando uma aproximação. Além disso, aceitou o princípio de visita de uma delegação da ONU e da União Africana. Mas a agenda da ONU para a RDCongo está longe do projecto político de Kinshasa, pois tem as eleições como prioridade da sua missão especial (MONUSCO). E a pressão interna contra Joseph Kabila continua. A fim de a contrariar, forjou milícias para intimidar opositores e movimentos cívicos. Discorda da presença das tropas da ONU no país, mas o exército nacional mostra-se incapaz de travar a onda de violência na região oriental. Para a igreja católica, a matança no leste resulta de manipulação política

4/3/2018 7:43:50 AM

SERÁ POSSÍVEL AO ZIMBABWE RECUPERÁ-LA? ONDE ESTÁ A RIQUEZA DESVIADA POR MUGABE?

Os tablóides sul-africanos publicam inúmeros artigos sobre as "riquezas incalculáveis" que Robert Mugabe e sua família deverão ter acumulado ao longo de 37 anos de poder. No entanto, não é possível ainda avaliar com precisão quanto o ex-Presidente do Zimbabwe e família terão gasto de fundos públicos.

4/3/2018 7:41:56 AM

JUVENTUDE DO CONTINENTE INSATISFEITA ÁFRICA DOMINADA POR POLÍTICOS DO PASSADO

Nenhum continente é tão jovem quanto África. Mas não há espaço para os mais novos na política e nem perspectivas de que assumam posições de topo, num futuro próximo. As manifestações registadas nos últimos anos provam: As populações não estão nada satisfeitas. O Presidente camaronês, Paul Biya, tem 85 anos. O da Guiné, Alpha Condé, 80. Aos 75 anos, o novo chefe de Estado do Zimbabué, Emmerson Mnangagwa, é o mais jovem dos três

11/5/2017 6:48:15 AM

KÉNIA JUIZ DEVOLVE DINHEIRO FANTASMA

O juiz-presidente do Supremo Tribunal do Quénia, David Maraga, que fez história ao anular as últimas eleições presidenciais no país de 8 de Agosto, exigiu ao seu banco que retirasse da sua conta um depósito de 5 milhões de dólares, valor que garante ter sido depositado à sua revelia, alegadamente para minar a sua credibilidade depois de a instância que lidera ter invalidado o escrutínio. Uma decisão que lhe pode custar o cargo

11/5/2017 6:47:02 AM

TOGO PRESIDENTE GNASSINGBÉ VÊ O PODER ESCAPAR

Sem quórum no parlamento para emendar a Constituição e para escapar à crescente onda de manifestações populares, o presidente Faure Gnassignbé propõe diálogo com a oposição. Adversários exigem dele o abandono puro e simples do cargo. Opositores dizem ter perdido confiança no actual chefe de Estado e mobilizam a vontade popular para impedir uma nova candidatura de Faure Gnassingbé às presidenciais

9/6/2017 8:18:23 AM

FORTALECER O COMÉRCIO

As iniciativas da SADC têm impulsionado o comércio entre os estados membros e o resto do mundo, uma tendência que deve continuar com foco renovado na industrialização regional

7/29/2017 7:39:42 AM

MOÇAMBIQUE PRIMEIRO MINISTRO QUER MAIOR VOLUME DE INVESTIMENTOS NO PAÍS

O Primeiro-ministro de Moçambique, Carlos Agostinho do Rosário, desafiou recentemente em Maputo, o novo director-geral da Agência para a Promoção de Investimento e Exportações (APIEX), Lourenço Sambo, a trabalhar no sentido de aumentar o volume de investimento estrangeiro, elevar e diversificar as exportações do país

7/29/2017 7:38:38 AM

MILHARES CONGOLESES BUSCAM REFÚGIO EM ANGOLA

Os últimos dados divulgados pelo Director Provincial do Ministério da Assistência e Reinserção Social na Lunda-Norte, Wilson Palanca, revelam que os dois centros improvisados pelas autoridades angolanas, no Dundo, controlam mais de 30 mil refugiados provenientes da República Democrática do Congo (RDC)

7/29/2017 7:36:48 AM

REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA ACORDO DE PAZ DE ROMA: UMA AMEAÇA DE MORTE À NASCENÇA

Em vez de fomentar a reconciliação, o acordo de paz (de 20 de Junho 2017) suscita acusações e revoltas. As vítimas do conflito exigem o julgamento de quatro personalidades, incluindo dois ex-chefes de Estado, pela corte penal internacional. O processo de desarmamento, desmobilização, reintegração e repatriamento (DDRR) encalhou. Alguns movimentos armados recusam-se a reconhecer o acordo de Roma. A missão da ONU (Minusca) diz-se optimista

6/8/2017 6:08:12 AM

CULTURA AFRICANA HORA DO RENASCIMENTO

Passaram mais de 60 anos das independências dos territórios africanos sob jugo colonial. A ideia política dos Estados Unidos da Africa demora a ser parida… Até parece “ebo”grande. A independência económica também demora a chegar, apesar das inúmeras riquezas do continente…A União Africana está aí a caminho da primeira infância, com muitas makas e conflitos por resolver, a fome e endemias, bem como o drama de refugiados

5/6/2017 6:35:18 AM

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO KABILA “FINTA” OPOSIÇÃO: QUASE MOBUTISMO SEM MOBUTU

O risco de não realização das eleições até finais de 2017 é visível na RDCongo. A nomeação de um dissidente da oposição para primeiro-Ministro de transição, Bruno Tshibala, fere a letra e o espírito do acordo de 31 de Dezembro de 2016. Negociações arrastam-se sem soluções palpáveis. O cenário assemelha-se ao dos últimos anos do reinado do deposto Mobutu (década de 90): evitando eleições, recusando-se a abandonar o poder, aproveita a divisão dos adversários para colocar dissidentes nos cargos de soberania. Sem saída, o regime cai

5/6/2017 6:33:32 AM

MOÇAMBIQUE RENAMO ACUSA GOVERNO DE CUMPLICIDADE NAS DÍVIDAS OCULTAS

O principal partido da oposição moçambicana Renamo, e o MDM, terceiro maior partido, acusaram recentemente o Governo de ser cúmplice e solidário com o anterior executivo na questão das chamadas dívidas ocultas, e defenderam o não pagamento dos empréstimos

4/6/2017 4:04:35 PM

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO ELEIÇÕES: NEM DINHEIRO, NEM AVIÕES E FALSO ALARME DJIHADISTA

Na RDCongo, problemas financeiros e logísticos travam o início dos preparativos para as eleições previstas para finais de 2017, à luz do acordo político (de 31 de Dezembro 2016) entre oposição e regime de Joseph Kabila. A Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI) responsabiliza o governo a quem cabe, por exemplo, anunciar o orçamento para o processo eleitoral. Divisões fazem actualidade no seio da oposição. O Papa Francisco afastou a intenção de visitar a RDCongo este ano devido ao impasse político. Na região oriental do país, onde conflitos armados e intercomunitários são quase permamentes, há quem tema uma ameaça de djihadistas. Para o investigador Thierry Vircoulon, num estudo recente, trata-se de um mito construído pelo regime de Kinshasa, por detrás do qual se esconde uma estratégia visando dividendos políticos e diplomáticos 

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital