África

 
08/06/2017 06:08:12

CULTURA AFRICANA HORA DO RENASCIMENTO

Passaram mais de 60 anos das independências dos territórios africanos sob jugo colonial. A ideia política dos Estados Unidos da Africa demora a ser parida… Até parece “ebo”grande. A independência económica também demora a chegar, apesar das inúmeras riquezas do continente…A União Africana está aí a caminho da primeira infância, com muitas makas e conflitos por resolver, a fome e endemias, bem como o drama de refugiados

06/05/2017 06:35:18

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO KABILA “FINTA” OPOSIÇÃO: QUASE MOBUTISMO SEM MOBUTU

O risco de não realização das eleições até finais de 2017 é visível na RDCongo. A nomeação de um dissidente da oposição para primeiro-Ministro de transição, Bruno Tshibala, fere a letra e o espírito do acordo de 31 de Dezembro de 2016. Negociações arrastam-se sem soluções palpáveis. O cenário assemelha-se ao dos últimos anos do reinado do deposto Mobutu (década de 90): evitando eleições, recusando-se a abandonar o poder, aproveita a divisão dos adversários para colocar dissidentes nos cargos de soberania. Sem saída, o regime cai

06/05/2017 06:33:32

MOÇAMBIQUE RENAMO ACUSA GOVERNO DE CUMPLICIDADE NAS DÍVIDAS OCULTAS

O principal partido da oposição moçambicana Renamo, e o MDM, terceiro maior partido, acusaram recentemente o Governo de ser cúmplice e solidário com o anterior executivo na questão das chamadas dívidas ocultas, e defenderam o não pagamento dos empréstimos

06/04/2017 16:04:35

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO ELEIÇÕES: NEM DINHEIRO, NEM AVIÕES E FALSO ALARME DJIHADISTA

Na RDCongo, problemas financeiros e logísticos travam o início dos preparativos para as eleições previstas para finais de 2017, à luz do acordo político (de 31 de Dezembro 2016) entre oposição e regime de Joseph Kabila. A Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI) responsabiliza o governo a quem cabe, por exemplo, anunciar o orçamento para o processo eleitoral. Divisões fazem actualidade no seio da oposição. O Papa Francisco afastou a intenção de visitar a RDCongo este ano devido ao impasse político. Na região oriental do país, onde conflitos armados e intercomunitários são quase permamentes, há quem tema uma ameaça de djihadistas. Para o investigador Thierry Vircoulon, num estudo recente, trata-se de um mito construído pelo regime de Kinshasa, por detrás do qual se esconde uma estratégia visando dividendos políticos e diplomáticos 

06/03/2017 12:24:39

GUINÉ EQUATORIAL JAMMEH PREPARA "CASA" PARA OUTROS DITADORES?

O asilo concedido ao ex-presidente da Gâmbia, Yahya Jammeh, pode transformar a Guiné Equatorial num covil para ditadores africanos, segundo receios da sociedade civil e dos opositores equato-guineenses.

06/03/2017 12:23:20

MOÇAMBIQUE PAZ COM RECEIOS

Embora vigore em todo Moçambique um pretenso cessar-fogo na guerra que opõe tropas do governo a militares da Renamo que inviabilizam a circulação de pessoas e bens, é ténue a confiança numa paz efectiva e duradoura não obstante os últimos desenvolvimentos políticos envolvendo contactos telefónicos entre o Presidente da República, Filipe Nyussi e Afonso Dlakhama que se encontra refugiado nas matas algures em Gorongosa

06/03/2017 12:21:40

DLAMINI ZUMA NA HORA DO ADEUS "A UNIDADE É O LEGADO DA UNIÃO AFRICANA"

Dlamini Zuma falou nos desafios económicos e sociais do continente, evocou as consequências do Brexit e das eleições nos EUA e sublinhou que a unidade do continente não deve ser posta em causa

06/03/2017 12:20:09

JOSEFA SACKO ELEITA COMISSÁRIA DA UA

Josefa Sacko é a nova Comissária para Economia Rural e Agricultura da UA. Ela foi eleita com 47 votos durante a última Cimeira da União Africana, em Addis-Abeba

06/03/2017 12:17:21

UNIÃO AFRICANA NA HORA DE MUDANÇA

Teve lugar no final de Janeiro, em Addis Abeba, Etiópia, a 28ª Cimeira dos Chefes de Estado da União Africana onde os líderes africanos elegeram o novo presidente da Comissão, comissários, analisaram o relatório de Paul Kagame e admitiram Marrocos na organização

01/02/2017 19:09:04

LÍDER DO PAICV DESTACA DESAFIOS E FISCALIZAÇÃO

01/02/2017 19:07:30

CABO VERDE: CONTRADIÇÕES SOBRE O FUTURO ENTRE GOVERNO E OPOSIÇÃO

O Primeiro-Ministro de Cabo Verde afirma, em exclusivo à Revista Figuras & Negócios, que perspectiva com optimismo o 2017 no país, apesar do contexto externo estar a ser marcado por fortes incertezas. Ulisses Correia e Silva revela que o grande desafio do seu governo é fazer crescer a economia a uma taxa anual de 7 por cento na actual legislatura que termina em 2021. Já a líder do PAICV na oposição, Janira Hopffer Almada, promete fiscalizar com rigor as acções e promessas do governo do MpD e posicionar-se «como a alternativa credível para conduzir o país aos desideratos por que sempre ambicionou»

01/02/2017 19:04:10

YAHYA JAMMEH: UMA LIÇÃO DE POLÍTICA AFRICANA

Yahya Jammeh esteve em Janeiro a um pequeno passo de se tornar protagonista de algo que valeria como uma escalada na desfiguração por que a democracia em África tem passado. É verdade que também há ricos exemplos de experiências democráticas, mas ao todo são uma excepção

01/02/2017 19:01:24

GÂMBIA: FINAL PESADO PARA UM DITADOR IRRIQUIETO

A solidariedade africana com o respaldo do Conselho de Segurança da ONU foi determinante para se evitar um banho de sangue que se adivinhava para a Gâmbia onde um ditador irriquieto, Yahya Jammeh, que governava o País há 22 anos com mãos de ferro recusava-se em abandonar o poder após ter perdido as recentes eleições presidenciais, esmagado pelo seu opositor,Adama Barrow que conseguiu 45% dos votos

26/12/2016 07:54:57

ÁFRICA KAGAME ENSAIA RECEITAS PARA O DESENVOLVIMENTO

Paul Kagame, Presidente do Rwanda, pretende guiar reformas para fazer da África um continente similar aos outros tidos como desenvolvidos. Além de unir povos, situa a economia no centro das prioridades. A África deverá ser capaz de dar e receber. O empreendimento tem o próprio país de Kagame como exemplo, hoje reconhecidos os avanços do Rwanda nos domínios da saúde, saneamento do meio, educação e ensino

01/12/2016 19:27:39

REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO ACORDO POLÍTICO NADA RESOLVE

O governo de unidade nacional resultante do acordo político na República Democrática do Congo poderá não solucionar a crise. A igreja católica, actor-chave para a harmonização nacional, receia o reacender da violência. A congregação dos opositores pró-Etienne Tshisekedi recusa-se a ser “cúmplice” de actos contrários à Constituição. Rejeita o acordo. Uma “frente” nacional contra o acordo também se ergue. Não quer terceiro mandato para Joseph Kabila

1 2 3 4 5 6 7 8

Copyright © Figuras & Negócios - Todos os direitos reservados strong>

Contato
Home
Acervo Digital